03:28 23 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)
    0 81
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, declarou nesta sexta-feira (1º) que os cidadãos do país e em todo o mundo derrotarão o coronavírus, encerrarão a crise e obterão a vitória final juntos.

    Ao comentar a situação internacional e a diplomacia da China em 2020, Wang Yi disse que a disseminação do coronavírus, a desaceleração econômica e as dificuldades de governança se tornaram desafios claros para a humanidade, enquanto o unilateralismo, o protecionismo e as políticas de força dificultaram a cooperação internacional.

    "Cada vez mais as pessoas em todo o mundo estão compreendendo que todos os países compartilham interesses comuns e devem permanecer juntos diante das dificuldades. Assim, o conceito de uma comunidade com um destino comum para a humanidade conta com um apoio mais forte", afirmou o chanceler, citado pela agência Xinhua.

    De acordo com ele, a China lançou uma campanha humanitária global de emergência em escala nunca vista desde a fundação da República Popular da China em 1949 e ajudou a construir um consenso sobre uma resposta global à COVID-19.

    O chanceler Wang Yi também disse que a China compartilhou os benefícios de sua abertura com o mundo e forneceu um impulso muito necessário para a recuperação econômica global.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)

    Mais:

    Mídia relata surto de vírus parecido com SARS-CoV-2 na China em 2012
    China detecta SARS-CoV-2 em carregamento de carne argentina
    SARS-CoV-2 circulou nos EUA antes do 1º surto na China, revela estudo
    Jornal chinês volta a sugerir que SARS-CoV-2 chegou a Wuhan em comida congelada de outros países
    Tags:
    chanceler, pandemia, novo coronavírus, COVID-19, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar