01:35 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    140
    Nos siga no

    O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, não quis comentar hoje (9) os resultados que, segundo a mídia norte-americana, apontam Joe Biden como vencedor das eleições nos EUA.

    A China, ao lado de Brasil, México e Rússia, está entre os países que até agora não parabenizaram Biden depois que o candidato foi apontado pela imprensa norte-americana como vencedor da corrida presidencial.

    "Nós soubemos que Biden anunciou sua vitória e, no nosso entendimento, o resultado das eleições presidenciais será determinado de acordo com a legislação americana e os procedimentos estabelecidos", disse Wang.

    O porta-voz acrescentou que "a China agirá em conformidade com as práticas internacionais" e promoverá o diálogo entre Pequim e Washington com base no interesse mútuo.

    Após uma corrida eleitoral apertada em diversos estados-chave, o candidato democrata Joe Biden é apontado pela mídia norte-americana como vencedor após garantir pelo menos 270 votos no colégio eleitoral, o mínimo necessário para se chegar à Casa Branca. O atual presidente Donald Trump afirma que as eleições não acabaram e que vai contestar o resultado nos tribunais.

    Mais:

    Japão deve rever sua relação com EUA por causa da China, diz diplomata
    EUA apostam em novo drone 'caçador de submarinos' para conter Rússia e China, diz mídia
    EUA, Austrália e Japão conduzem exercícios no oceano Índico em meio a tensões com China (VÍDEO)
    Tags:
    Joe Biden, Donald Trump, Eleições nos EUA, relações bilaterais, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar