07:54 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)
    692
    Nos siga no

    A comunidade internacional deve se concentrar na cooperação para superar a pandemia de COVID-19 e parar de "apontar dedos", afirmou o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, nesta terça-feira (28).

    Wang fez os comentários durante uma videoconferência dos ministros das Relações Exteriores do BRICS. Ele pediu à comunidade internacional que se abstenha de politizar a situação. 

    "Lutar contra a COVID-19 é como apagar fogo. Cada minuto conta quando a vida está em risco. A comunidade global nunca deve ser distraída de sua resposta colaborativa para apontar o dedo ou querer apontar culpados, menos ainda permitir novas tensões e divisões serem criadas como resultado da politização ou estigmatização", afirmou o chanceler chinês. 

    Pequim também acrescentou que a China apoia o compartilhamento das melhores práticas e métodos para combater a pandemia. 

    Durante a reunião, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, declarou que Moscou continuará a apoiar a Organização Mundial da Saúde (OMS) apesar da decisão dos Estados Unidos de suspender seu financiamento do organismo internacional. 

    Lavrov também exortou os países do BRICS a lançarem um mecanismo para o desenvolvimento de uma vacina contra a COVID-19.

    As principais autoridades de Washington, incluindo o presidente Donald Trump, acusaram repetidamente a China de tentar encobrir a pandemia de coronavírus.

    Tema:
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)

    Mais:

    Embraer inicia arbitragem contra Boeing, e China aparece como 'nova favorita'
    Encontrado na China esqueleto sem cabeça envolvido em antigo ritual (FOTO)
    China rebate acusações e diz que EUA fracassam no combate à COVID-19
    China inicia testes com sua nova moeda digital
    EUA jogam carta taiwanesa contra posição da China na OMS, alertam especialistas
    Tags:
    Sergei Lavrov, Wang Yi, COVID-19, pandemia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar