11:54 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6376
    Nos siga no

    A chancelaria chinesa disse que os EUA atribuíram a culpa à China por suas próprias falhas no tratamento da COVID-19, levando a mídia chinesa a reagir à retórica do "vírus chinês" com o termo irônico "Trumpandemia".

    "Algumas pessoas nos EUA tentam estigmatizar a luta da China contra a epidemia e afastam suas responsabilidades para a China", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang.

    O representante chinês se referia às acusações adotadas pelo presidente norte-americano Donald Trump e outras autoridades sobre o coronavírus, enquanto a mídia americana durante semanas o chamou de "vírus chinês" e "vírus de Wuhan".

    "Essa prática ignora os enormes sacrifícios feitos pelo povo chinês para salvaguardar a saúde e a segurança humana e denigre as grandes contribuições da China para a segurança da saúde pública", comentou o representante chinês.

    O porta-voz comentou que Pequim vem ajudando Washington em seus esforços para combater a pandemia fornecendo "informações oportunas" e outros auxílios.

    Assistência de Pequim

    O diplomata lamentou que Washington tenha desperdiçado a assistência que Pequim forneceu nos últimos meses, reconhecida até mesmo por Trump.

    "É uma pena, tal como muitos meios de comunicação e especialistas americanos notaram, que os EUA tenham desperdiçado tempo precioso que a China adquiriu", comentou Shuang.

    O representante da chancelaria também afirmou que o país tomou "as medidas mais abrangentes, rigorosas e completas de prevenção e controle" e foi "aberto" e "transparente" sobre a pandemia do coronavírus desde o início.

    "Esperamos que os EUA respeitem fatos objetivos, respeitem a opinião pública internacional [...] parem de caluniar outros países, descartando suas responsabilidades, e tenham um papel construtivo no combate à epidemia", destacou.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante a coletiva de imprensa diária realizada na Casa Branca sobre assuntos relacionados ao coronavírus, em Washington, EUA, em 9 de março de 2020
    © REUTERS / Jonathan Ersnt
    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante a coletiva de imprensa diária realizada na Casa Branca sobre assuntos relacionados ao coronavírus, em Washington, EUA, em 9 de março de 2020

    Enquanto o presidente Trump argumenta que a frase "vírus chinês" "não é racista", sua insistência no rótulo levou a mídia estatal chinesa Xinhua a responder, renomeando a pandemia de "Trumpandemia".

    Mais:

    'Tiro no próprio pé': Embaixada da China volta a exigir desculpas de Eduardo Bolsonaro
    EUA: legisladora insta militares a estarem prontos a combater coronavírus
    EUA deveriam aprender com China e Cuba como combater COVID-19, diz tecnólogo
    Tags:
    EUA, China, Geng Shuang, racista, novo coronavírus, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar