10:45 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    464
    Nos siga no

    As recentes políticas da Índia na disputada Caxemira correm o risco de criar uma grave crise de refugiados que pode criar um efeito dominó, levando a uma guerra total com o vizinho Paquistão, alertou o primeiro-ministro paquistanês Imran Khan.

    Khan fez suas declarações ao abrir o Fórum Global para Refugiados, patrocinado pela ONU, em Genebra, na Suíça, nesta terça-feira.

    Ele alertou que, se a Índia tentar mudar a demografia de sua região de maioria muçulmana na Caxemira, desencadeará "outra crise de refugiados que superaria outras crises". A partir daí, o caos e as tensões resultantes poderão se transformar em um conflito aberto entre a Índia e Paquistão, avisou ele.

    "Estamos preocupados que não só possa haver uma crise de refugiados, mas também que isso possa levar a um conflito entre dois países armados nucleares", explicou.

    O primeiro-ministro do Paquistão instou a comunidade mundial a intervir na questão da Caxemira. Em agosto, a Índia revogou a autonomia especial de décadas da região e a reorganizou, argumentando que a medida ajudaria a combater o terrorismo e também impulsionaria a economia da região.

    Nova Déli também impôs um toque de recolher em algumas partes da Caxemira, dizendo que as restrições temporárias eram necessárias para manter a lei e a ordem e impedir a violência no local.

    Mais:

    Quem apoiar Índia em Caxemira será alvo de mísseis paquistaneses, ameaça ministro do Paquistão
    FMI libera empréstimo de US$ 6 bilhões ao Paquistão
    EUA afirmam que Paquistão será prejudicado por parceria com Pequim
    Tags:
    diplomacia, armas nucleares, guerra nuclear, fluxo de refugiados, refugiados, muçulmanos, Jammu e Caxemira, Caxemira, ONU, Genebra, Paquistão, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar