05:33 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    253
    Nos siga no

    China e Rússia propuseram que o Conselho de Segurança da ONU suspenda algumas sanções à Coreia do Norte, de acordo com um projeto de resolução, a ponto de Moscou afirmar que pretende incentivar conversas entre Washington e Pyongyang. Mas os EUA não estão animados com a ideia.

    O projeto também pede a proibição de norte-coreanos que trabalham no exterior e encerra a obrigação estabelecida em 2017 de repatriar todos esses trabalhadores para a próxima semana. O projeto também isentaria os projetos de cooperação ferroviária e rodoviária inter-coreana de sanções.

    Não ficou claro imediatamente quando ou se o projeto de resolução poderia ser submetido a votação no Conselho de Segurança, composto por 15 membros. Uma resolução precisa de nove votos a favor e nenhum veto dos Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia ou China para ser aprovado.

    "Não estamos acelerando as coisas", declarou à agência Reuters o embaixador russo na ONU, Vasily Nebenzia, acrescentando que as negociações com os membros do conselho começarão nesta terça-feira. Ele disse que as sanções que eles propõem a suspensão não estão "diretamente relacionadas ao programa nuclear norte-coreano, é uma questão humanitária".

    Um alto funcionário do Departamento de Estado dos EUA comentou que não é hora de o conselho considerar o levantamento de sanções contra a Coreia do Norte, já que o país "ameaça ameaçar intensificar a provocação, recusando-se a se reunir para discutir a questão da desnuclearização, e preferindo a continuação da manutenção e avanço de seus programas proibidos de armas de destruição em massa e mísseis balísticos".

    A Coreia do Norte investiu centenas de milhões de dólares em indústrias cujas sanções buscam elevar a Rússia e a China. Eles foram estabelecidos em 2016 e 2017 para tentar cortar o financiamento dos programas nucleares e de mísseis de Pyongyang.

    O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Geng Shuang, afirmou a repórteres nesta terça-feira que algumas sanções devem ser levantadas diante do cumprimento da Coreia do Norte "com as resoluções relevantes".

    "Esperamos que o Conselho de Segurança fale com uma só voz em apoio a uma resolução política", ponderou Geng, acrescentando que a necessidade de uma resolução da situação na península coreana está se tornando mais urgente.

    Mais:

    Coreia do Norte anuncia 'outro importante teste' em base de lançamento de satélites
    EUA 'estreitam' laços com aliados após novo teste da Coreia do Norte
    Coreia do Norte vai desenvolver arma 'para controlar ameaça nuclear dos EUA'
    Tags:
    Geng Shuang, armas nucleares, desnuclearização, sanções, diplomacia, Coreia do Norte, ONU, Conselho de Segurança da ONU, Vassily Nebenzia, China, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar