15:13 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes marcham no centro da cidade contra uma proposta emenda às leis de extradição em Hong Kong. Caso aprovada, a lei permitirá a extradição para fora do país, incluindo a China continental.

    China diz que EUA devem parar de fazer 'declarações irresponsáveis' sobre Hong Kong

    © AP Photo / Vincent Yu
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9202
    Nos siga no

    A China pediu que os Estados Unidos deixem de intervir no processo político de Hong Kong após o discurso de Donald Trump na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

    O presidente dos EUA afirmou na ONU que espera que Pequim cumpra suas obrigações com Hong Kong de acordo com a Declaração Conjunta Sino-Britânica de 1984, na qual Pequim prometeu salvaguardar a independência do sistema legislativo de Hong Kong e suas instituições democráticas.

    "Hong Kong é um importante centro internacional de finanças, comércio e transporte. O caos em Hong Kong não interessa a nenhum lado, incluindo o lado dos EUA. Pedimos fortemente aos Estados Unidos que respeitem as normas do direito internacional e os princípios fundamentais do comércio internacional, respeitem a soberania da China, parem de interferir nos assuntos internos de Hong Kong e fazer declarações irresponsáveis, e façam mais pelo florescimento e desenvolvimento de Hong Kong ", disse o porta-voz da chancelaria chinesa, Geng Shuang.

    Ele ressaltou que a situação em Hong Kong é uma questão de responsabilidade da China e que nenhum país, pessoa ou organização estrangeira tem o direito de interferir.

    Hong Kong registra protestos de grandes proporções desde o início de junho. As manifestações começaram como uma reação a um projeto de lei altamente impopular que permitiria que as pessoas fossem extraditadas de Hong Kong para a China continental. Os protestos acabaram se transformando em confrontos violentos entre manifestantes e a polícia.

    Mais:

    Pelo menos 15 policiais ficam feridos em confrontos com manifestantes em Hong Kong
    Líder de Hong Kong diz que escalada de violência está se tornando mais séria
    Coreia do Norte manifesta apoio à China na questão de Hong Kong
    Cuba condena intromissão nos assuntos internos da China na questão de Hong Kong
    Militares chineses darão 'nova' contribuição à estabilidade em Hong Kong, diz mídia estatal
    Tags:
    ONU, Estados Unidos, China, Hong Kong
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar