17:48 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O ROKS Dokdo é um navio de assalto anfíbio sul-coreano

    Coreia do Sul pode vir a enviar navio de guerra ao estreito de Ormuz após pedido dos EUA

    © AP Photo / Lee Jin-man, Pool
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11214
    Nos siga no

    A Coreia do Sul planeja enviar um navio de guerra para o estreito de Ormuz em agosto, em resposta a um pedido dos Estados Unidos, de acordo com o canal CNA.

    O navio da Marinha da Coreia do Sul está atualmente conduzindo operações antipirataria nas águas da Somália, perto do estreito. Desde 2009, a embarcação tem escoltado centenas de navios sul-coreanos e internacionais dentro e em torno do golfo de Áden.

    De acordo com o canal, Seul ainda não confirmou detalhes do plano, mas expressou otimismo durante uma viagem de dois dias do assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, na terça-feira (30) à Coreia do Sul. Vale destacar que operações anteriores lideradas pelos EUA contaram com participação sul-coreana.

    Pedido dos EUA

    Anteriormente, os Estados Unidos convidaram a Austrália, França, Alemanha, Japão, Noruega, Coreia do Sul e Reino Unido, entre outros países, para se juntarem a uma coalizão internacional de garantia de segurança no estreito de Ormuz.

    A situação se agravou ainda mais depois de um navio iraniano ter sido apreendido em Gibraltar, território ultramarino britânico na costa sul da Espanha, por suspeita de envolvimento em carregamentos de petróleo para a Síria, o que seria uma violação das sanções da UE. A apreensão foi criticada por Teerã. Madri afirmou que o petroleiro foi capturado a pedido dos Estados Unidos.

    Incidente com petroleiro britânico

    Os esforços de segurança do Reino Unido e de outros países foram reforçados no golfo desde a detenção do petroleiro britânico Stena Impero, em 19 de Julho.

    O Irã afirmou que o petroleiro britânico violou as leis marítimas ao desligar o equipamento de posicionamento, ao ignorar os pedidos de socorro de um barco de pesca iraniano e ao colidir com ele, apesar dos repetidos avisos iranianos sobre comportamento perigoso.

    Após o incidente com o Stena Impero, Londres anunciou planos de criar uma "missão europeia de proteção marítima" destinada a proteger os navios comerciais no golfo Pérsico.

    Mais:

    Putin diz estar 'preocupado' com escalada de tensão entre EUA e Irã
    Terrorismo e fim do acordo nuclear: chanceler do Irã ataca os EUA em visita à Venezuela
    Chanceler do Irã chama sanções dos EUA de 'terrorismo econômico'
    Tags:
    EUA, pedido, navio, Estreito de Ormuz, Estreito de Ormuz
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar