03:05 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Submarino da Marinha da China durante missão

    Marinha indiana reforça vigilância de submarino nuclear chinês nas águas do Paquistão

    © AP Photo / Xinhua, Zha Chunming, File
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 43

    A aproximação aos vizinhos da Índia por parte da China obrigou a Marinha indiana a reforçar o monitoramento do seu espaço marítimo.

    Agora a Índia está pronta para encarar a atividade aumentada da China no oceano em redor das suas águas territoriais.

    "Temos a capacidade e os meios para enfrentar qualquer força que seja posicionada e, caso isso aconteça e quando tal aconteça, temos planos para lidar com isso. Um submarino do Exército de Libertação Popular da China (ELP) foi para lá deslocado e atracou no porto de Karachi. Quanto ao posicionamento da Marinha do ELP, tanto navios de superfície como submarinos, estamos acompanhando de perto e monitorando sua movimentação", informou o almirante-chefe da Marinha indiana Sunil Lanba.

    Pela primeira vez um alto responsável da Marinha indiana fala sobre a atividade de um submarino chinês perto da sua costa ocidental.

    A revelação da Marinha indiana acontece após o recente anúncio do recebimento de dois submarinos diesel-elétricos chineses da classe 035G Ming pela Marinha do Bangladesh até março de 2017.

    "O treinamento das tripulações dos submarinos e as necessidades de manutenção da Marinha do Bangladesh a longo prazo possibilitarão uma presença militar da China no Golfo de Bengala, permitindo-lhe recolher dados sensíveis para futuras operações dos submarinos da Marinha do ELP", informou o capitão Gurmeet S. Khurana, diretor executivo da Fundação Marítima Nacional.

    O governo do Paquistão afirma que a China propõe deslocar seus meios navais para a fronteira marítima paquistanesa com objetivo de garantir a segurança do porto de Gwadar, que serve como porta de entrada para o Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC, da sigla em inglês).

    Mais:

    Índia e EUA realizarão exercícios militares perto da fronteira com a China
    China nega implantação de jatos stealth na fronteira com a Índia
    Tags:
    movimentação, submarino nuclear, águas terriroriais, presença militar, Marinha, Paquistão, Bangladesh, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar