20:15 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2350
    Nos siga no

    O governo da Bolívia anunciou o envio de ajuda humanitária para Cuba, consistindo principalmente na doação de bens médicos e alimentares.

    Tal ato de solidariedade foi justificado como resposta aos efeitos do bloqueio econômico que a ilha do Caribe tem sofrido nos últimos anos, em especial a partir das manifestações ocorridas em 11 de julho. 

    "Ontem [28 de julho] aprovamos no gabinete presidencial o decreto supremo [...] que autoriza a doação", declarou María Nela Prada, ministra da Presidência.

    Foi indicado que um avião Hercules levará para Cuba, em 30 de julho, 2,5 toneladas de seringas descartáveis, 16,5 toneladas de alimentos, e uma tonelada de suprimentos de biossegurança.

    Esta doação é uma "expressão de solidariedade com a revolução cubana e de rejeição ao bloqueio econômico genocida [dos EUA]", declarou Prada em uma coletiva de imprensa.

    "A Bolívia é um Estado pacifista que promove a cultura da paz e o direito à paz, assim como a cooperação entre os povos da região e do mundo [...]. Neste momento tão difícil, nossa república irmã de Cuba exige toda a solidariedade dos povos", justificou a ministra boliviana.

    Prada adiantou que o governo de Luis Arce está preparando, junto a organizações sindicais e sociais, outras doações solidárias para Cuba nos próximos dias.

    Mais:

    Brasil e diversos outros países emitem comunicado condenando detenções durante protestos em Cuba
    Biden não cancelará sanções contra Cuba visando republicanos nas próximas eleições, segundo analista
    Auxílio a Cuba: México deve enviar 2 navios com alimentos, remédios e oxigênio para ilha
    Tags:
    Cuba, Bolívia, ajuda humanitária, comida, EUA, bloqueio econômico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar