07:27 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de julho de 2021 (25)
    5903
    Nos siga no

    Hoje (24), a Rússia enviou mais de 88 toneladas de assistência humanitária a Cuba em meio à situação grave do coronavírus no país. A assistência humanitária inclui alimentos e equipamento de proteção individual, entre o qual máscaras de proteção.

    Dois aviões de transporte militar partiram da Rússia com ajuda humanitária para Cuba, informou o Ministério da Defesa russo.

    "Por ordem do comandante-em-chefe das Forças Armadas da Rússia, Vladimir Putin, aviões de transporte militar realizam a entrega de assistência humanitária à República de Cuba", indica um comunicado do ministério.

    Dois aviões An-124 Ruslan do Ministério da Defesa da Rússia partiram de um aeródromo nos arredores de Moscou. Os aviões russos entregarão alimentos, equipamento de proteção individual, entre o qual mais de um milhão de máscaras. O peso total de entrega é de mais de 88 toneladas.

    Dois aviões An-124 Ruslan do Ministério da Defesa da Rússia partiram para Cuba com assistência humanitária. Entregarão alimentos, equipamento de proteção individual e mais de um milhão de máscaras. A carga é de mais de 88 toneladas.

    As autoridades cubanas afirmaram que nesta sexta-feira (23) foram registrados 7.784 novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas, um recorde no país.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de julho de 2021 (25)

    Mais:

    EUA aplicam sanções contra oficiais cubanos, anuncia Departamento do Tesouro norte-americano
    Ministério da Saúde da Argentina e distribuidor da Sputnik V combinam acelerar entrega do imunizante
    Governo Biden está confiante em encontrar 'mais espaço' para sanções contra Cuba, diz porta-voz
    ONU quer colaboração China-OMS na apuração da origem da COVID-19, Pequim rebate: apelos insultuosos
    Tags:
    Cuba, COVID-19, ajuda humanitária, assistência humanitária, novo coronavírus, Rússia, Vladimir Putin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar