07:09 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 121
    Nos siga no

    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, denunciou que o programa israelense Pegasus foi adquirido na gestão federal anterior e que a espionagem também era dirigida contra ele e sua família.

    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, afirmou nesta terça-feira (20) que é "vergonhoso" que ele tenha sido espionado por anos, sendo uma das vítimas do software Pegasus, um malware legal vendido a governos para ser utilizado para investigação de grupos terroristas e crime organizado, mas que foi usado para invadir smartphones que pertenciam a ativistas de direitos humanos, advogados, jornalistas e adversários políticos.

    Os governos anteriores "possuíam equipamentos sofisticados para ouvir todos os telefonemas, não só da pessoa que era o alvo, mas de todos ao seu redor, é claro que me espiaram por um ou dois anos, muitos mais; mas agora se sabe que eles também espionaram minha esposa e meus filhos, até o médico que me assiste [...], agora virou notícia mundial porque fizeram o mesmo em outros países", disse o presidente mexicano durante entrevista coletiva, citado pelo portal López-Dóriga Digital.

    O jornal britânico The Guardian noticiou na segunda-feira (19) que pelo menos 50 pessoas próximas a López Obrador foram potencialmente alvos da administração anterior do presidente Enrique Peña Nieto depois que o governo Nieto comprou o software de espionagem Pegasus do grupo israelense NSO.

    Encontro entre Dilma Rousseff e Enrique Peña Nieto, durante a sétima edição da Cúpula das Américas, na Cidade do Panamá. Foto de arquivo
    © AFP 2021 / MANDEL NGAN
    Encontro entre Dilma Rousseff e Enrique Peña Nieto, durante a sétima edição da Cúpula das Américas, na Cidade do Panamá. Foto de arquivo

    Escândalo global

    O software de hacking Pegasus foi criado pelo grupo israelense NSO e a denúncia foi feita após uma investigação que envolveu 17 meios de comunicação dos EUA, Reino Unido, França, Alemanha e outro países. O ex-administrador de sistemas da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos EUA, Edward Snowden, afirmou que essa é "a história do ano".

    De acordo com as mídias, o grupo NSO, através do software Pegasus, espionou milhares de jornalistas, ativistas, empresários e políticos em todo o mundo. Um dos alegados alvos era o jornalista saudita Jamal Khashoggi, que trabalhava para o jornal norte-americano The Washington Post, assassinado em 2018 no consulado saudita em Istambul, Turquia.

    Mais:

    Cachorro 'atropela' homem que atravessava estrada no México
    Argentina e México convocam embaixadores na Nicarágua após prisões de opositores de Ortega
    Incêndio deflagra no golfo do México após ruptura de oleoduto submarino (VÍDEOS)
    Descobrem no México nova espécie de peixe da época dos dinossauros (VÍDEO)
    Tags:
    Enrique Peña Nieto, Andrés Manuel López Obrador, México, contraespionagem, espionagem, espionagem, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar