06:04 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 493
    Nos siga no

    O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Jorge Rodríguez, mostrou provas em como o assassinato do presidente do Haiti poderia estar ligado ao atentado contra Nicolás Maduro em 2018.

    Jovenel Moïse foi morto a tiros na quarta-feira (7) em sua casa em Porto Príncipe pelo que as autoridades haitianas descrevem como um comando de assassinos formada por 26 colombianos e dois cidadãos dos EUA.

    Agora, Rodríguez declarou que em breve mostraria provas de que a empresa norte-americana CTU Security LLC, que contratou os mercenários para matar o presidente haitiano, também esteve envolvida no atentado contra Maduro.

    Pouco após os acontecimentos de 4 de agosto de 2018, caracterizados por drones comerciais carregando explosivos militares, o presidente venezuelano acusou os autores do atentado de terem suas bases na Colômbia e que estavam ligados à oposição. Porém, as autoridades da Colômbia rejeitaram as acusações de Maduro.

    O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela chegou mesmo a afirmar que o presidente colombiano, Ivan Duque, se tornou "em uma verdadeira ameaça" para a paz da região.

    O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Jorge Rodríguez, informou que a empresa de segurança pertencente a Antonio Intriago estava envolvida em todos os eventos logísticos que levaram ao assassinato (de Jovenel Moïse), como resultado do grau de frustração no passado

    Até o momento, sabe-se que 20 dos 28 suspeitos do crime recente já foram presos – 18 colombianos e dois norte-americanos.

    Mais:

    Colômbia comenta prisão de cidadãos implicados em morte do presidente do Haiti
    Venezuela esteve 14 meses sem vender 'uma gota de petróleo', afirma Nicolás Maduro
    Chefe da segurança presidencial haitiana terá de depor sobre viagens suspeitas à Colômbia
    Tags:
    mercenários, assassinato, Colômbia, Haiti, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar