16:43 28 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    6514
    Nos siga no

    Jen Psaki, secretária de imprensa da Casa branca, afirmou que Washington não vai avisar Moscou sobre ataques cibernéticos.

    De acordo com ela, durante a recente cúpula em Genebra, na Suíça, o presidente dos EUA Joe Biden discutiu com o líder da Rússia Vladimir Putin os recentes ciberataques contra instalações americanas.

    Nos últimos meses, uma série de ciberataques atingiu instalações dos EUA, incluindo com demandas de pagamento de resgates contra a empresa norte-americana Colonial Pipeline e a filial norte-americana da JBS. Washington acusou hackers operando supostamente a partir da Rússia de estarem por trás de ambos os ataques.

    Vladimir Putin, presidente da Rússia (à direita), e Joe Biden, presidente dos EUA, durante cúpula na Villa La Grange, em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021
    © Sputnik / Mikhail Metzel
    Vladimir Putin, presidente da Rússia (à direita), e Joe Biden, presidente dos EUA, durante cúpula na Villa La Grange, em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021

    De acordo com a porta-voz da Casa Branca, se estes ataques continuarem, Moscou vai responder por isso e, nesse caso, Washington agirá sem aviso, acrescentou.

    "O presidente [Biden] foi claro: estas são áreas onde, sabe, nós estaremos atentos, e reservaremos a opção de consequências", afirmou Psaki em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21).

    Além disso, a secretária de imprensa foi questionada por que Joe Biden não deu ao presidente russo Vladimir Putin uma lista de alvos na Rússia que os EUA atacariam se outro ataque cibernético ocorresse nos EUA.

    Em resposta, Psaki disse que os EUA não oferecem "vista prévia" de seus "golpes".

    Mais:

    EUA admitem que não tem como impedir Nord Stream 2, já que o projeto 'está 95% construído' (VÍDEO)
    Biden analisará ameaça de resgate e discutirá ataque à JBS com Putin, diz Casa Branca
    Casa Branca desmente suspensão de assistência militar à Ucrânia
    Tags:
    Joe Biden, Rússia, EUA, ciberataque, Casa Branca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar