06:54 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    132
    Nos siga no

    Os EUA revogaram nesta segunda-feira (8) uma licença da era Trump que isentava o empresário israelense Dan Gertler de sanções por supostos acordos corruptos com a República Democrática do Congo (RDC). O anúncio foi feito pelo porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

    Os Estados Unidos sancionaram Gertler em 2017. Nos últimos dias da presidência de Donald Trump, ele recebeu clandestinamente uma licença que suspendeu a ação até janeiro de 2022.

    "A licença é inconsistente com os fortes interesses da política externa dos Estados Unidos no combate à corrupção em todo o mundo, incluindo especificamente os esforços dos EUA para combater a corrupção e promover a estabilidade na República Democrática do Congo", diz o comunicado. 

    Os EUA adotaram sanções contra Gertler em 2017 por negócios de mineração e petróleo supostamente corruptos decorrentes de um relacionamento próximo que o empresário tinha com o presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila.

    O presidente congolês, Joseph Kabila, ao centro, acena enquanto ele e outros celebram a independência da República Democrática do Congo, RDC, em Kindu, Congo, quinta-feira, 30 de junho de 2016
    © AP Photo / John Bompengo
    O presidente congolês, Joseph Kabila, ao centro, acena enquanto ele e outros celebram a independência da República Democrática do Congo, RDC, em Kindu, Congo, quinta-feira, 30 de junho de 2016

    De acordo com o comunicado norte-americano, a nação africana perdeu mais de US$ 1,36 bilhão (R$ 7,99 bilhões) em receitas com ativos subvalorizados vendidos a empresas ligadas a Gertler.

    As sanções bloquearão os ativos de Gertler nos Estados Unidos e proibirão os cidadãos norte-americanos de realizar transações com ele e suas empresas.

    Mais:

    Novas sanções dos EUA e da UE contra Rússia podem levar a nova Guerra Fria, diz político alemão
    ONU: sanções dos EUA contra Rússia e China violam direitos humanos e pactos internacionais
    EUA e UE seguem política de sanções com 'mentiras ideologizadas', diz chanceler da Venezuela
    Tags:
    corrupção, empresário, Donald Trump, sanções, EUA, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar