01:24 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1264
    Nos siga no

    Luca Attanasio, embaixador italiano na República Democrática do Congo (RDC), foi morto no ataque a um comboio da ONU, confirma Ministério das Relações Exteriores da Itália.

    Antes, a mídia local do país africano havia relatado que o comboio do diplomata tinha sido atacado por militantes.

    "O Ministério das Relações Exteriores confirma com profunda amargura a morte, hoje (22) em Goma, do embaixador da Itália na República Democrática do Congo, Luca Attanasio, e de um soldado dos Carabinieri. O embaixador e o soldado viajavam em um carro no comboio da MONUSCO, a missão das Nações Unidas para estabilização na República Democrática do Congo", lê-se em comunicado.

    Segundo informações, o comboio da ONU caiu em emboscada perto da cidade de Goma, na província de Kivu do Norte, perto da fronteira com Ruanda.

    Anteriormente, fonte do Parque Nacional Virunga disse à Reuters que na sequência do ataque morreram duas pessoas e que o embaixador foi ferido, sem revelam quem eram os falecidos. As autoridades do parque informaram que o ataque foi parte de uma tentativa de sequestro.

    A zona fronteiriça onde o assalto foi realizado, entre a RDC, Ruanda e Uganda, é frequentemente alvo de ataques de vários grupos militantes.

    Kivu do Norte, onde a cidade de Goma se localiza, é a província onde surgiu o grupo Forças Democráticas Aliadas (ADF, na sigla em inglês) que junta islamistas e forças que se opõem ao presidente ugandês Yoweri Museveni. Em 2017, o grupo jurou fidelidade ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia). As Nações Unidas responsabilizam o grupo pela morte de centenas de civis.

    Mais:

    EUA pedem aos houthis que encerrem todas as operações militares no Iêmen
    Ataque no Iraque deixa ao menos 1 militar dos EUA morto, segundo relatos (VÍDEO)
    Terroristas planejam 'provocações' na Síria com substâncias tóxicas, adverte Defesa da Rússia
    Tags:
    missão de paz da ONU, militantes, República Democrática do Congo, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar