06:46 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    6230
    Nos siga no

    A embaixada da Rússia em Washington tem recebido numerosos pedidos de pessoas sobre a possibilidade de serem vacinadas com a vacina russa Sputnik V, conta o embaixador russo nos EUA, Anatoly Antonov.

    "Você não tem ideia de quantas chamadas telefônicas nos chegam com pedidos", comentou Antonov ao canal Soloviev Live no YouTube.

    O embaixador russo sublinhou que existem entre cinco e sete milhões de russos vivendo nos EUA. No entanto, Antonov acrescentou que os embaixadores de países do espaço pós-soviético nos EUA também já lhe pediram para que ele considerasse a entrega de doses da vacina Sputnik V para as suas missões, caso a embaixada as encomende para os seus funcionários.

    "Além disso, estou recebendo telefonemas de meus colegas de países do espaço pós-soviético que me dizem 'não se esqueça de nós [...] nós gostaríamos de usar a vacina russa'", explicou o diplomata.
    Moscovita recebe dose da vacina Sputnik V em ponto de vacinação instalado na Ópera Helikon, Moscou, Rússia, 20 de janeiro de 2021
    © Sputnik / Yevgeny Odinokov
    Moscovita recebe dose da vacina Sputnik V em ponto de vacinação instalado na Ópera Helikon, Moscou, Rússia, 20 de janeiro de 2021

    Após a publicação dos resultados da terceira etapa de testes clínicos da Sputnik V na revista médica The Lancet, na qual o medicamento mostrou uma eficácia de 91.6% contra a COVID-19, a vacina russa está começando a ser encarada de forma mais positiva no mundo ocidental.

    Até agora, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) apenas aprovou o uso emergencial das vacinas Pfizer/BioNTech e Moderna.

    Contudo, o diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), Kirill Dmitriev, afirmou no sábado (20) que a adição dos componentes da vacina Sputnik V às outras vacinas mencionadas ajudaria a lutar mais eficazmente contra as mutações do coronavírus.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    Biden promete esforço para 'erradicar' o câncer nos EUA, após derrotar a COVID-19
    Itália comemora 'dia do profissional de saúde', homenagem às vítimas da luta contra a COVID-19
    Duas vacinas russas contra COVID-19 são eficazes contra nova cepa britânica do coronavírus
    Tags:
    COVID-19, Sputnik V, vacinação, embaixada russa, Washington, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar