18:36 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    0 200
    Nos siga no

    Profissionais de saúde começarão a ser vacinados contra a COVID-19 nesta quinta-feira (18) na Venezuela, anunciou o presidente do país, Nicolás Maduro, em coletiva de imprensa. 

    No sábado, o primeiro lote da vacina russa Sputnik V, contendo 100 mil doses, chegou à Venezuela.

    "Aprovamos a vacina Sputnik V. Amanhã, quinta-feira, 18 de fevereiro, começamos a vacinação em toda a equipe sanitária do país e de todas as equipes prioritárias", disse Maduro. 

    Maduro explicou ainda que a vacina russa, desenvolvida pelo Centro Gamaleya, passou pela fase três de estudos na Venezuela, o que permitiu ao governo confirmar a eficácia do imunizante. Pesquisa recente da tradicional revista Lancet validou a eficácia da Sputnik V em 91,6%. 

    "Nós aprovamos a vacina Sputnik V porque os estudos científicos comprovaram a segurança total, absoluta", acrescentou o chefe de Estado venezuelano. 

    Acordo para 10 milhões de doses

    Maduro explicou ainda que, na primeira fase da vacinação, serão imunizados os médicos que trabalham em hospitais e de família, militares e policiais. 

    De acordo com informações anteriores do governo da Venezuela, o país receberá dez milhões de doses da vacina russa. Além disso, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPS) informou que a Venezuela tem reservada entre 1.425.000 e 2.409.600 doses da vacina Oxford/AstraZeneca por meio da iniciativa COVAX. 

    Segundo levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins, a Venezuela registra 133.927 casos da COVID-19 e 1.292 mortes. 

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Venezuela denuncia na ONU danos causados por medidas coercitivas dos EUA
    Venezuela e Irã querem fortalecer cooperação na área judicial
    Relatora da ONU pede que sanções unilaterais dos EUA e UE contra Venezuela sejam suspensas
    Tags:
    vacina, pandemia, Nicolás Maduro, Venezuela, Sputnik V, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar