08:16 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    4582
    Nos siga no

    Segundo autor do artigo Ishaan Tharoor, um tempo atrás, as conversas sobre o imunizante russo contra COVID-19 não eram levadas a sério. No entanto, o jogo agora virou.

    Na semana passada, a vacina russa Sputnik V passou a receber forte apoio após a publicação dos resultados da terceira fase de testes clínicos em voluntários, na renomada revista científica The Lancet, confirmadores da eficácia de 91,6% 21 dias após a primeira injeção e de 91,8% em pessoas de mais de 60 anos.

    "Mais de uma dúzia de países aprovou o uso da vacina, e é muito provável que muitos outros seguirão [o exemplo], uma vez que a vacina recebeu o selo de aprovação da The Lancet. Sputnik V é consideravelmente mais barata do que as suas concorrentes ocidentais e não requer o mesmo tipo de infraestrutura de armazenamento ultrafrio, que complicaria a distribuição da vacina da Pfizer em grande parte dos países em desenvolvimento", aponta jornal.

    Jornalista acredita que a Sputnik V poderia trazer vitória ao Kremlin com uso de "poder brando", acrescentando ser resultado de uma grande estratégia nacional de pesquisa implementada na Rússia.

    "Talvez, o maior prêmio, pelo menos em termos geopolíticos, seja a Europa", ressalta.

    O artigo nota ainda que os membros da União Europeia foram confrontados com escassez de imunizantes e falhas na aquisição de vacinas, o que deixou os países do bloco para trás em termos de vacinação da sua população em comparação com EUA e Reino Unido. Esta situação suscita o interesse pela vacina russa nos países da UE.

    Anteriormente, agência Bloomberg escreveu que a vacina Sputnik V é o maior avanço científico da Rússia desde o colapso da União Soviética.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Sputnik V será 1ª vacina contra COVID-19 com IFA produzido no Brasil, diz prefeito
    Brasil tem intenção de comprar 10 milhões de doses da Sputnik V, diz Ministério da Saúde
    Lote de 100 mil doses da Sputnik V chegará na Venezuela na semana que vem, diz Maduro
    Tags:
    mercado internacional, Rússia, EUA, União Europeia, COVID-19, Sputnik V, geopolítica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar