17:05 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5100
    Nos siga no

    A chancelaria do Panamá informou ao corpo diplomático que desde janeiro solicitou a Fabiola Zavarce a devolução de suas credenciais como representante do líder da oposição venezuelano Juan Guaidó.

    "Desde o passado dia 8 de janeiro, a chancelaria solicitou a devolução formal das credenciais diplomáticas a Fabiola Zavarce, embaixadora da Venezuela no Panamá, sob a administração do presidente interino Juan Guaidó", segundo comunicou o Ministério das Relações Exteriores do Panamá.

    De acordo com informações divulgadas pela mídia panamenha, o Departamento de Privilégios, Imunidades Diplomáticas e Documentação deixou "sem efeito" as credenciais que reconheciam Zavarce como "única embaixadora extraordinária e plenipotenciária".

    ​Guaidó já não tem "embaixadora" no Panamá. Aqui está o documento que circula na chancelaria do país centro-americano.

    O reconhecimento de Fabiola Zavarce como embaixadora foi concedido em 21 de março de 2019, quase dois meses depois de Guaidó se proclamar "presidente interino" da Venezuela, com apoio dos EUA.

    A carta, de 4 de fevereiro, indica que os restantes membros da equipe de Zavarce já foram notificados da decisão.

    Anteriormente, foi noticiado que a União Europeia (UE) deixou de reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela após nova Assembleia Nacional da Venezuela tomar posse e opositor perder cargo de chefe do Parlamento.

    Mais:

    EUA reafirmam seu apoio ao venezuelano Guaidó enquanto não querem negociações com 'ditador' Maduro
    Maduro acusa governo Trump de ter se comportado como 'cowboys do Ku Klux Klan da Casa Branca'
    Vice-presidente da Venezuela rotula Guaidó como 'fracasso político mais estrondoso' dos EUA
    Tags:
    Venezuela, presidente interino, opositor, Panamá, embaixadora, Juan Guaidó
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar