22:28 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    A Procuradoria Geral do Equador abriu uma investigação sobre a morte do apresentador de televisão Efraín Ruales, do canal local Ecuavisa, vítima de um ataque a tiros nesta manhã em Guayaquil.

    "A Procuradoria Geral do Equador inicia, ex officio, uma investigação sobre o suposto assassinato do apresentador de televisão Efraín R., ocorrida nesta manhã no norte de Guayaquil. Os primeiros indícios estão sendo recolhidos no local", informaram as autoridades.

    Conhecido por apresentar o programa de variedades En Contacto (Em Contato), Ruales foi assassinado nesta quarta-feira (27) no norte de Guayaquil. Segundo a mídia local, ele passava de carro por uma avenida da cidade quando foi surpreendido por um grupo de desconhecidos, que dispararam ao menos quatro tiros contra o apresentador. Acredita-se que ele tenha sido seguido por várias quadras antes do ataque. 

    Que Deus ​te tenha em sua glória, Efra. Hoje, o Equador está de luto. Nos fará falta sua risada.

    Após o crime, diferentes organizações de defesa do trabalho de jornalistas se manifestaram sobre o caso, condenando a falta de segurança para profissionais da imprensa no país. Até o momento, no entanto, não há informações oficiais sobre a provável motivação dos executores, apesar de rumores, já desmentidos pelas autoridades, de que ele se preparava para prestar esclarecimentos relativos a uma determinada investigação em curso.

    Mais:

    Investigadores iniciam inspeção após morte em Moscou de jornalista espanhol da Sputnik
    Jornalista é morto a tiros no norte do México
    Relatório aponta que 42 jornalistas foram mortos em 2020 enquanto trabalhavam
    Tags:
    imprensa, vítima, TV, assassinato, tiros, morte, Equador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar