01:43 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)
    0 62
    Nos siga no

    O chefe da Câmara de Comércio dos EUA (AmCham) na Rússia, Alexis Rodzianko, disse à Sputnik nesta quarta-feira (20) que o tema do coronavírus nos Estados Unidos perdeu seu "componente político" após as eleições.

    De acordo com Rodzianko, as decisões em relação à pandemia do coronavírus nos EUA agora serão tomadas de forma mais racional.

    No início desta quarta-feira (20), o democrata Joe Biden fez o juramento de posse e assumiu o cargo de presidente dos Estados Unidos.

    "Há uma teoria de que o coronavírus perdeu seu componente político após as eleições, que, talvez, as decisões sejam tomadas de forma mais racional nos Estados Unidos, menos emocionais, menos voltadas para ganhos políticos", comentou Rodzianko.

    O novo presidente dos EUA disse em seu discurso de posse que o país tem muito a fazer para superar os efeitos da pandemia e se recuperar, acrescentando que ainda há muito a ser restaurado, construído e melhorado. Biden também lembrou que "muitos empregos foram perdidos e centenas de milhares de empresas foram fechadas" durante a pandemia da COVID-19.

    Segundo as informações divulgadas pela Universidade John Hopkins, desde o início da pandemia nos EUA, mais de 24,2 milhões de pessoas foram infectadas com o coronavírus e mais de 401 mil pessoas morreram.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)

    Mais:

    Agência reguladora dos EUA aprova o uso emergencial da vacina da Moderna contra a COVID-19
    Biden recebe vacina contra COVID-19 nos EUA e diz que 'não há nada a temer'
    Anthony Fauci e secretário de Saúde dos EUA recebem vacina contra COVID-19 da Moderna
    Tags:
    Rússia, EUA, Câmara de Comércio dos EUA, Câmara de Comércio Americana, eleições, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar