20:45 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    111557
    Nos siga no

    Washington capturou os petroleiros em agosto, e desde então vendeu 1,1 milhão de barris de petróleo refinado, avaliado em US$ 40 milhões (R$ 231,2 milhões).

    Os Estados Unidos venderam todo o petróleo a bordo de quatro navios iranianos que a Marinha dos EUA capturaram há meses a caminho da Venezuela, revelou na quinta-feira (29) John Demers, subsecretário de Justiça e procurador-geral assistente para Segurança Nacional.

    "Em agosto de 2020, tribunal distrital emitiu um mandado de apreensão in rem [em jurisdição de uma corte] e os Estados Unidos transferiram posteriormente aproximadamente 1,1 milhão de barris de petróleo refinado dos quatro navios. Os Estados Unidos já venderam e entregaram esse petróleo", disse Demers em coletiva de imprensa.

    O Departamento do Tesouro, entretanto, impôs sanções a indivíduos e entidades responsáveis pela venda, acrescentou Demers.

    Demers explicou que, em 20 de julho, a Divisão de Segurança Nacional e a Procuradoria do Distrito de Columbia (Washington) dos Estados Unidos apresentaram uma queixa no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, que buscava a confiscação do petróleo refinado iraniano de quatro embarcações de bandeira estrangeira com destino à Venezuela.

    A receita da venda do petróleo apreendido, mais de US$ 40 milhões (R$ 231,2 milhões), será fornecida ao Fundo para as Vítimas do Terrorismo após a conclusão do caso, acrescentou o alto responsável.

    O Departamento do Tesouro dos EUA disse em um comunicado que seu Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês) havia sancionado oito entidades sediadas no Irã, China e Singapura por seu envolvimento na venda e compra de produtos petroquímicos iranianos.

    Segundo o departamento, as vendas de petroquímicos representam uma fonte de receita crucial para o governo iraniano, utilizada para financiar atividades ilícitas em todo o Oriente Médio e na Venezuela.

    As denominações incluem as empresas petroquímicas iranianas Morvarid Petrochemical (Morvarid) e Arya Sasol Polymer Company, a Jiaxiang Energy Holding PTE, sediada em Singapura, bem como três entidades em Hong Kong: Elfo Energy Holding Limited Glory Advanced Limited (Glory Advanced), Jane Shang Co. Limited (Jane Shang), e Sibshur Limited (Sibshur).

    Em agosto, o jornal The Wall Street Journal relatou que os EUA capturaram quatro petroleiros iranianos dirigidos para Venezuela.

    Mais:

    Venezuela recebeu avião do Irã sancionado pelos EUA, diz Reuters
    Petroleiro iraniano entra em águas da Venezuela desafiando sanções dos EUA
    EUA indiciam 4 acusados por venda de petróleo do Irã para China
    EUA falharam na tentativa de impedir Teerã de exportar petróleo, diz vice-presidente do Irã
    Tags:
    Oriente Médio, Singapura, China, Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos EUA (OFAC), Departamento do Tesouro dos EUA, Departamento do Tesouro, Irã, Venezuela, Marinha dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar