17:43 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5400
    Nos siga no

    Recentemente o Irã forneceu vários carregamentos de gasolina e petróleo bruto à Síria, atenuando a escassez de combustível de quase dois meses exacerbada pelas sanções mais duras dos EUA, dizem funcionários portuários e comerciantes.

    Na segunda-feira (19), um petroleiro iraniano iniciou o descarregamento de 38.000 toneladas de gasolina no terminal petrolífero de Baniyas. O fornecimento ocorre três semanas após outro navio iraniano descarregar um milhão de barris de óleo cru na Síria, informaram à agência Reuters empresários familiarizados com a situação.

    Além disso, outro petroleiro iraniano, que transportava mais um milhão de barris de óleo, descarregou a carga para duas embarcações menores para sua entrega na Síria, disseram fontes à agência, afirmando que as cargas foram entregues há duas semanas.

    Anteriormente, o ministro do Petróleo da Síria Bassam Touma disse que a Lei Cesar – as sanções mais duras dos EUA contra Damasco que entraram em vigor em junho passado e que proíbe o comércio de empresas estrangeiras com o país árabe – impediu que fossem entregues várias remessas importadas de fornecedores não divulgados.

    Dados do portal TankerTrackers, que monitora o envio e armazenamento de petróleo, mostram um aumento significativo das exportações iranianas à Síria no mês passado desafiando as sanções dos EUA.

    A produção de petróleo entrou em colapso após Damasco perder a maior parte de seus campos de produção de petróleo na parte oriental do país.

    Mais:

    EUA mentiram sobre petroleiros iranianos para esconder fracasso político na ONU, afirma Rouhani
    Irã envia mais 3 petroleiros para Venezuela, segundo mídia
    Petroleiro venezuelano está sob ameaça de derramamento de petróleo, diz mídia (FOTOS)
    Tags:
    petróleo bruto, combustível, Irã, EUA, Oriente Médio, Síria, petroleiros
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar