06:57 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5521
    Nos siga no

    EUA decidem deter pelo menos quatro petroleiros carregados com combustível por estes alegadamente violarem as sanções impostas pela administração Trump, de acordo com o jornal Wall Street Journal.

    Os petroleiros estariam transportando gasolina do Irã para a Venezuela, mas, após terem sido detidos, foram obrigados a mudar de rota e encaminhados para Houston, Texas, um importante porto petrolífero norte-americano.

    De acordo com publicação do Wall Street Journal, as embarcações detidas são os navios Luna, Pandi, Bering e Bella.

    A detenção se dá como forma de punição de Washington pelo envio de combustível do Irã para a Venezuela.

    Sabe-se que os navios Bering e Bella são registrados na Libéria, mas seus proprietários são gregos. As detenções ocorreram nos últimos dias em alto mar, sem uso da força militar.

    Segundo funcionários norte-americanos, a apreensão dos navios visa não só impedir as entregas de combustível ao país do Caribe, mas também privar Teerã desse rendimento, ao mesmo tempo que desencoraja futuras remessas.

    A política de detenção dos navios faz parte das pressões americanas contra o Irã e a Venezuela.

    Um dos principais alvos das sanções americanas é o comércio e fornecimento de petróleo e gasolina.

    Segundo publicou a Reuters, a pressão dos EUA visa limitar o programa nuclear iraniano, sua influência no Oriente Médio e o desenvolvimento de mísseis balísticos.

    É válido ressaltar que ontem (13) os EUA acusaram o Irã de deter um navio mercante em águas internacionais.

    Por sua vez, o embaixador persa em Caracas, Hojat Soltani, negou que qualquer navio iraniano carregando gasolina com destino à Venezuela tenha sido detido.

    Mais:

    EUA registram maior queda mensal na produção de petróleo desde 1980
    Trump diz que se vencer eleições fará acordos com Irã e Coreia do Norte 'rapidamente'
    Irã diz que se EUA querem ajudar o Líbano, deveriam suspender sanções
    Tags:
    detenção, navio, petroleiro, EUA, Irã, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar