04:31 31 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    43711
    Nos siga no

    A Associação Nacional de Rifles da América (NRA, na sigla em inglês) afirmou que o candidato presidencial democrata Joe Biden pode tornar os Estados Unidos "irreconhecíveis" ao destruir os direitos da Segunda Emenda.

    "Joe Biden e Kamala Harris [candidato democrata à vice-presidência] expressaram apoio a uma recompra mandatória pelo governo (código para CONFISCO) de AR-15s e outros rifles semiautomáticos comuns", disse a NRA neste domingo (30), acrescentando que "se Joe Biden vencer [nas próximas eleições presidenciais de novembro], ele destruirá nossa Segunda Emenda, e a América ficará irreconhecível."

    No início deste mês, Biden prometeu proibir a venda de armas automáticas a pessoas físicas nos Estados Unidos por pelo menos uma década se ele for eleito.

    "Armas de guerra não têm lugar em nossas comunidades. Quando eu era senador, enfrentei a NRA e garanti uma proibição de 10 anos de armas de assalto. Como presidente, vou proibir essas armas novamente", disse o candidato do Partido Democrata.

    A NRA foi fundada em 1871 e tem apoiado o presidente Donald Trump. A organização doou US$ 36 milhões, cerca de R$ 195 milhões na cotação deste domingo (30), para a campanha presidencial de Trump em 2016.

    Mais:

    Joe Biden é oficializado como candidato democrata à presidência dos EUA
    Após críticas de Obama contra Trump, Kamala Harris é oficialmente nomeada ao lado de Joe Biden
    Biden aceita formalmente indicação do Partido Democrata
    Donald Trump quer que Joe Biden faça 'teste de drogas' antes do debate
    Trump aceita nomeação do Partido Republicano e alerta para 'anarquia' de Biden
    Tags:
    armas, Estados Unidos, eleições, Joe Biden, NRA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar