20:55 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)
    365
    Nos siga no

    Em seu discurso pelo Dia da Independência dos EUA, o presidente norte-americano, Donald Trump, prometeu derrotar a "esquerda radical" e disse que o país teria uma vacina para a COVID-19 ainda em 2020.

    O republicano se referiu à doença como o "vírus que veio da China", como já fez em ocasiões anteriores", e disse que os Estados Unidos teriam uma vacina para a COVID-19 "muito antes do final do ano". 

    Além disso, ele prometeu derrotar a esquerda radical, anarquistas e saqueadores. E também afirmou que não permitiria a derrubada de "nossas estátuas". 

    "Nós nunca vamos permitir que uma multidão enfurecida derrube nossas estátuas, apague nossa história, doutrine nossos filhos ou atropele nossas liberdades", disse Trump em seu discurso de 4 de julho. 

    Desde a morte do afro-americano George Floyd em maio, várias estátuas e símbolos considerados racistas foram derrubados por manifestantes ou retirados por instituições. 

    ​Presidente cita Cristóvão Colombo

    O presidente também enalteceu o navegador Cristóvão Colombo e disse que defenderia o estilo de vida norte-americano. Entre os monumentos derrubados nos EUA estavam estátuas deste navegador.

    "Nós defenderemos, protegeremos e preservaremos o estilo de vida americano, que começou em 1492 quando Colombo descobriu a América", afirmou Trump na Casa Branca, em evento para convidados. 

    A alguns quarteirões de distância, manifestantes se reuniram para pedir igualdade racial nos Estados Unidos. 

    Tema:
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)

    Mais:

    Irã emite mandado de prisão contra Trump pelo assassinato de Soleimani e pede ajuda à Interpol
    Ministro alemão é pessimista sobre relações com os EUA, mesmo sem Trump no poder
    Será que Rússia foi excluída do G8 por 'vitórias na política externa', como diz Trump?
    Tags:
    independência, vacina, Casa Branca, protestos, manifestações, racismo, China, EUA, Donald Trump, epidemia, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar