19:21 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)
    10210
    Nos siga no

    Na cidade de Nova York, foram encontrados dois caminhões com dezenas de cadáveres dentro de cada um após vizinhança ter se queixado de cheiro desagradável.

    Trata-se de 100 cadáveres em decomposição, que foram alocados em dois caminhões não refrigerados. O fedor começou a ser sentido pela vizinhança, que decidiu tomar uma providência.

    Os dois veículos estavam estacionados no Brooklyn, bairro de Nova York, mais precisamente perto de uma agência funerária. Em cada caminhão, havia 50 cadáveres. De acordo com o dono da agência funerária Andrew T. Cleckley, os corpos começaram a feder quando o sistema refrigerador dos caminhões "parou de funcionar".

    Caminhões refrigerados são usados para manter temporariamente cadáveres, quando agências funerárias atingem seu limite. De acordo com testemunhas, a agência funerária em questão está há um mês realocando cadáveres de um caminhão não refrigerado para outro, escreve tabloide britânico Daily Star.

    A cidade de Nova York tem estado durante as últimas semanas sob enorme pressão devido à pandemia do novo coronavírus, que sobrecarregou enormemente as capacidades de agências funerárias e cemitérios.

    O número de mortes só em Nova York atingiu 18.076 nesta quinta-feira (30), enquanto os Estados Unidos continuam sendo o epicentro da doença com 1,040 milhão de infectados e quase 61 mil mortes.

    Embora autoridades não vejam nenhum tipo de criminalidade, o canal de televisão abc7NY informou que o Departamento de Saúde de Nova York vai realizar uma investigação sobre tratamento inadequado de cadáveres.

    O governo municipal de Nova York já enviou recursos e equipamentos apropriados para manter os corpos como uma alternativa temporária.

    Tema:
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)

    Mais:

    Defendida por Trump e Bolsonaro, cloroquina não funciona para coronavírus, diz estudo dos EUA
    Autoridade de saúde dos EUA prevê 2ª onda de coronavírus ainda mais devastadora
    Surto de coronavírus a bordo de porta-aviões dos EUA revela anomalia curiosa
    Tags:
    doenças graves, Nova York, COVID-19, EUA, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar