14:12 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)
    9296
    Nos siga no

    Imagens supostamente feitas por funcionários do hospital Sinai-Grace, em Detroit, mostram o que seriam vítimas fatais do coronavírus empilhadas, enquanto hospital carece de lugar para cadáveres.

    Os corpos foram amontoados em quartos que até então estavam vazios no hospital.

    As imagens foram inicialmente divulgadas pelo canal de TV CNN, e teriam sido feitas por funcionários do hospital.

    Tópico: esse é o verdadeiro custo humano da COVID-19 que você não vê na TV com frequência. A CNN obteve fotos da equipe de emergência de um hospital de Detroit mostrando corpos empilhados em lugares vazios porque o necrotério estava cheio. Cerca de 1.500 pessoas morreram no Michigan e outras 23.000 em todo país.

    Os funcionários também disseram que um dos quartos é usado para estudos sobre hábitos durante o sono.

    Contudo, o local também serviu de abrigo para os corpos devido à superlotação do necrotério local.

    "Tudo o que eu sei é que estamos sem camas para manter nossos pacientes, e por isso não poderíamos reservar [camas] para os corpos", declarou um funcionário da emergência do hospital Sinai-Grace.

    A falta de refrigeradores especializados também foi relatada por outro funcionário.

    "Os corpos são empilhados a dois no chão. Não existem elevadores para colocá-los nas prateleiras", afirmou um funcionário do hospital.

    De acordo com publicação do Detroit News, pelo menos duas pessoas morreram da COVID-19 enquanto aguardavam atendimento na fila do Sinai-Grace.

    Situação crítica

    Atualmente, Detroit é uma das cidades mais afetadas pela pandemia nos EUA com uma taxa de mortalidade superior à da cidade de Nova York.

    No início do mês, Detroit marcou uma taxa de 30 mortes por dia pela COVID-19, segundo o portal Detroit Metro Times.

    Logo em seguida, a taxa de mortalidade subiu para 32,9 a cada 100 mil habitantes, superando as 21,2 mortes a cada 100 mil pessoas da cidade de Nova York em 7 de abril.

    Tema:
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)

    Mais:

    Famintos e canibais: ratos invadem ruas em meio à COVID-19 nos EUA
    COVID-19: Trump anuncia que os EUA vão interromper financiamento para OMS
    Por que só Califórnia nos EUA teria 'imunidade' ao coronavírus? Nova hipótese sugere
    Tags:
    mortos, corpos, doença, hospital, pandemia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar