21:35 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3228
    Nos siga no

    O Senado dos EUA declarou nesta quarta-feira (5) o presidente norte-americano, Donald Trump, inocente das acusações de abuso de poder, ao bloquear ajuda militar para Ucrânia, e de obstrução ao Congresso.

    O resultado significa que Trump continuará em seu cargo. As eleições presidenciais dos EUA acontecem neste ano em um ambiente bastante polarizado. 

    A decisão refletiu a composição do Senado, onde os republicanos têm maioria, ao contrário da Camara dos Representantes, liderada pelos democratas. Para que ele fosse condenado e tivesse que deixar a Casa Branca, era preciso dois terços dos 100 votos da Casa alta. 

    Trump é o terceiro presidente a sofrer um processo de impeachment, e o terceiro a ser inocentado pelo Congresso. 

    O impeachment tinha sido aprovado pela Câmara dos Representantes no dia 18 de dezembro, baseado nas acusações de abuso de poder e obstrução ao Congresso. 

    De acordo com o voto da Câmara dos Representantes, Trump cometeu abuso de poder ao solicitar para o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, ajuda para investigar o democrata Joe Biden e seu filho, ao mesmo tempo em que bloqueou ajuda militar ao país do leste europeu.  

    Para o político, no entanto, o processo era uma "caça às bruxas" e uma tentativa de reverter o resultado das eleições. 

    Republicano Romney votou contra Trump

    Biden é um dos candidatos do Partido Democrata nas primárias da legenda e considerado um forte rival de Trump caso seja nomeado pela legenda. 

    Em relação a essa acusação, Trump foi inocentado por 52 a 48. O republicano Mitt Romney foi o único de seu partido a votar contra o colega de partido. 

    A outra acusação contra o presidente era de obstrução ao Congresso, por ter impedido o depoimento de testemunhas e a liberação de documentos. 

    Neste caso, a votação foi de 53 a 47 a favor de Trump, com Romney votando para inocentar o presidente. 

    Ontem, Donald Trump realizou na Câmara dos Representantes o terceiro discurso do Estado da União de seu mandato. Em 78 minutos de pronunciamento, ele disse que os EUA estavam "mais fortes do que nunca" e que os "inimigos" da nação tinham "fugido".

    Trump enalteceu os números da economia norte-americana e não citou o processo de impeachment uma única vez.

    Mais:

    Protesto pelos direitos das mulheres e contra Trump reúne milhares em Washington
    Julgamento de impeachment de Trump no Senado começa oficialmente
    Advogados de Trump entregam documento e pedem absolvição imediata em processo de impeachment
    Em 3 anos Trump fez mais de 16.000 declarações falsas, segundo mídia
    Em meio ao processo de impeachment, Trump vai participar de marcha anual contra o aborto
    Tags:
    Democratas, republicanos, Ucrânia, Casa Branca, Joe Biden, Mitt Romney, Câmara dos Representantes, congresso, Senado, eleições, impeachment, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar