15:38 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    364
    Nos siga no

    O Senado dos Estados Unidos decidiu nesta sexta-feira (31) que não vai convocar novas testemunhas para depor e nem aceitará novas provas no processo de impeachment contra o presidente Donald Trump.

    O jornal The New York Times publicou, no último fim de semana, uma reportagem sobre o livro que ainda não foi lançado do ex-conselheiro de segurança da Casa Branca, John Bolton.

    Segundo a reportagem, Bolton afirma que o presidente dos EUA pressionou a Ucrânia a abrir uma investigação contra Hunter Biden, filho de Joe Biden, pré-candidato à presidência pelo Partido Democrata e um dos rivais de Trump.

    Como as declarações de Bolton não constam no processo de impeachment, elas não serão levadas em consideração no julgamento.

    O partido Democrata pressionava os senadores para convocar Bolton para testemunhar diante do Senado.

    Com a decisão dessa sexta-feira, a expectativa é a de que Trump seja absolvido no processo, já que o Partido Republicano possui 53 cadeiras no Senado.

    Mais:

    Ligação de Trump para líder da Ucrânia foi 'incomum e inapropriada', diz assessor de Pence
    Em meio ao processo de impeachment, Trump vai participar de marcha anual contra o aborto
    Impeachment seria 'interferência massiva' nas eleições dos EUA, diz defesa de Trump
    Trump pode ser absolvido do impeachment já na sexta-feira, diz senador republicano
    Tags:
    impeachment, John Bolton, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar