05:03 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    880
    Nos siga no

    Os vídeos, que surgiram nas redes sociais, evidenciam a invasão violenta de grupos de opositores às residências do ex-presidente boliviano Evo Morales e de sua equipe política.

    Logo depois da anunciada renúncia de Evo Morales, opositores violentos invadiram a casa do ex-presidente, roubaram-na, queimaram e quebraram os bens da residência. 

    Minutos depois de Evo Morales ter anunciado sua renúncia à Presidência da Bolívia, grupos de opositores invadiram sua residência em Cochabamba para saqueá-la e queimar os pertences

    A ex-ministra da Saúde boliviana, Gabriela Montaño, denunciou a invasão violenta à residência do agora ex-presidente.

    Denuncio à Bolívia e ao mundo o que a oposição saqueou a casa de Evo. O que querem? Chega de violência.

    Dias antes, a própria ex-ministra se tornou vítima de vandalismo em sua casa.

    Além da casa de Morales e Montaño, mídias locais relataram invasões e atos de vandalismo na casa do ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana.

    La Red Uno mostra os destroços na casa do ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana

    No domingo (10), o presidente boliviano renunciou ao cargo, argumentando que a renúncia é para evitar conflitos sanguentos na Bolívia. Evo Morales exigiu que oposição deixasse de perseguir líderes sindicais e queimar casas de ex-funcionários públicos.

    Mais:

    Exército leal: por que cenário de renúncia presidencial na Bolívia não ocorreu na Venezuela?
    Rússia está pronta para continuação do diálogo com autoridades legítimas da Bolívia
    Em meio à crise na Bolívia, manifestantes invadem embaixada da Venezuela (VÍDEO)
    Tags:
    vandalismo, Bolívia, Evo Morales
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar