12:00 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Evo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou

    Evo Morales diz que casa da sua irmã e de 2 governadores foram atacadas (VÍDEO, FOTO)

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Américas
    URL curta
    492
    Nos siga no

    O presidente boliviano Evo Morales condenou perante a comunidade internacional os atos violentos que foram executados contra as casas de dois governadores e a de sua irmã.

    Grupos incendiaram as casas de governadores de Chuquisaca e Oruro e de sua irmã Esther Morales Ayma, em Oruro. As imagens dos ataques foram publicadas no Facebook.

    Segundo o presidente, esses atos de violência foram executados no âmbito de "um plano de golpe fascista" executado por esses grupos.

    "Vamos preservar a paz e a democracia", escreveu Morales em sua conta no Twitter.

    Denunciamos e condenamos perante a comunidade internacional e o povo boliviano que o plano de golpe fascista executa atos violentos com grupos irregulares que atearam fogo na casa dos governadores de Chuquisaca e Oruro e minha irmã naquela cidade. Vamos preservar a paz e a democracia

    Os protestos na Bolívia começaram quase três semanas atrás, desencadeados por alegações da oposição de uma suposta fraude a favor de Morales nas eleições de 20 de outubro.

    Mais:

    Confronto entre apoiadores de Morales e oposição eclode na Bolívia
    Manifestantes de oposição invadem emissora de televisão e rádio estatais na Bolívia
    Forças Armadas bolivianas dizem que 'nunca enfrentarão o povo'
    Tags:
    oposição, Bolívia, ataque, Evo Morales
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar