13:12 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Elliott Abrams

    Enviado dos EUA descarta contato com a Rússia para solucionar crise na Venezuela

    © AP Photo/ Manuel Balce Ceneta
    Américas
    URL curta
    433
    Nos siga no

    O representante especial dos EUA para a Venezuela, Elliott Abrams, declarou à Sputnik nesta sexta-feira que não está planejando nenhuma conversa sobre a Venezuela com seus colegas russos.

    "Não agora", disse Abrams quando perguntado se ele estava planejando qualquer conversa sobre a Venezuela com autoridades russas. "Já fizemos isso algumas vezes", acrescentou.

    Abrams falou depois de uma conferência de imprensa na Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington, na qual ele e funcionários da OEA criticaram o presidente venezuelano Nicolás Maduro por violações dos direitos humanos, apontadas em um recente relatório da ONU.

    Durante o briefing, o enviado especial dos EUA afirmou que planejava ligar para o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, nesta sexta-feira.

    Na quinta-feira, o governo e a oposição venezuelana concordaram em manter um diálogo permanente de paz como resultado de conversações de três dias em Barbados, comentou Hector Rodriguez, o governador do estado de Miranda, na Venezuela, durante uma transmissão.

    A Venezuela está passando por uma crise político-econômica que se intensificou em janeiro, depois que Guaidó se proclamou presidente interino do país. Os Estados Unidos logo começaram a impor sanções à Venezuela e congelaram bilhões de dólares em ativos venezuelanos.

    Maduro chamou Guaidó de fantoche dos EUA e acusou Washington de orquestrar um golpe na Venezuela para forçar uma mudança de governo e reivindicar os vastos recursos naturais do país.

    Mais:

    Guaidó chama Maduro de 'ditador' em meio a discurso de reconciliação na Venezuela
    Moscou considera 'inaceitável' pressão dos EUA sobre relação com a Venezuela
    EUA fracassam em intervir na Venezuela, assegura Evo Morales
    Tags:
    diplomacia, crise na venezuela, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Elliott Abrams, Venezuela, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar