19:55 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    043
    Nos siga no

    O senador de Vermont, Bernie Sanders, acusou o presidente norte-americano, Donald Trump, de aceitar "centenas de milhares de dólares" em contribuições de campanha de prisões privadas e de devolver o favor ao cancelar o memorando administrativo do ex-presidente Barack Obama que reduzia a jurisdição da indústria prisional com fins lucrativos.

    Na quinta-feira, o procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, anulou a ordem de Obama que eliminava gradualmente o uso de prisões privadas.

    "As empresas privadas de prisão investiram centenas de milhares de dólares na campanha presidencial de Donald Trump e hoje eles receberam sua recompensa: o governo Trump reverteu a diretriz da administração Obama para reduzir o uso do Departamento de Justiça de prisões privadas", afirmou Sanders, acrescentando que "Trump abriu as comportas para prisões privadas para fazer enormes lucros, construindo mais prisões e mantendo ainda mais americanos na cadeia".

    Durante a campanha eleitoral de Trump, o seu comitê de ação política recebeu pelo menos US $ 100.000 em doações do GEO Group, uma das maiores empresas de prisão privada do país. Corrections Corporation of America e GEO também doaram mais de US$ 1,6 milhões para a Associação de Governadores Republicanos.

    Sanders tem lutado por muito tempo a indústria prisional privada, que ele repetidamente classificou como uma "atividade desonesta para gerar dinheiro" e apresentou um projeto de lei em 2015 para coibir a prática.

    "Manter os seres humanos na prisão por longos períodos de tempo não deve mais ser um modelo de negócios aceitável na América. É assim que funciona nosso corrupto sistema de financiamento político e de campanha", afirmou Sanders. "As empresas não devem lucrar com o encarceramento de nossos compatriotas americanos.

    Mais:

    Bernie Sanders sai em defesa de anistia para Edward Snowden
    Tags:
    Estados Unidos, Vermont, Barack Obama, Donald Trump, Bernie Sanders, Jeff Sessions, Departamento de Justiça dos EUA, GEO Group, Corrections Corporation of America, Associação de Governadores Republicanos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar