Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Mídia alemã revela situação real após tentativas de isolar a Rússia

© Sputnik / Maksim BlinovPrédio do Ministério das Relações Exteriores russo em Moscou, Rússia, foto publicada em 4 de maio de 2022
Prédio do Ministério das Relações Exteriores russo em Moscou, Rússia, foto publicada em 4 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Nos siga noTelegram
Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo demonstrou que as tentativas dos países ocidentais de isolar a Rússia falharam, escreve o jornal Jungle Welt.
A mídia alemã destacou que várias empresas da Turquia, China, Índia e muitos outros países decidiram participar deste evento, apesar do risco de sanções. E, segundo o artigo, o fórum baseou-se no desejo dos participantes de encontrar uma alternativa ao mundo ocidental.

"O ministro da Saúde da Índia Mansukh Mandaviya conduziu negociações sobre a expansão da cooperação farmacêutica indo-russa. O presidente chinês Xi Jinping declarou sobre a ulterior intensificação do comércio mútuo, que continua prosperando apesar do conflito e das sanções", ressaltou o autor do artigo Jorg Kronauer, observando que um isolamento tem outro aspecto.

De acordo com ele, muitos países continuam buscando maneiras de acabar com o domínio transatlântico.
"A Rússia pode dar um contributo significativo, tanto econômica como politicamente; é isso que motiva a grande maioria dos países a rejeitar quaisquer sanções contra a Rússia", concluiu a publicação.
Após o início da operação militar russa na Ucrânia, os países ocidentais aumentaram a pressão sancionatória contra Moscou. As medidas restritivas afetaram principalmente o setor bancário e os produtos de alta tecnologia.
Bandeira dos EUA perto do Capitólio durante a tomada de posse do presidente eleito Joe Biden - Sputnik Brasil, 1920, 19.06.2022
Panorama internacional
Sanções impostas pelos EUA contra Rússia viraram 'tiro no próprio pé', diz especialista
Os países europeus e os EUA restringiram também as importações de fontes de energia russas. Ao mesmo tempo, o rompimento das cadeias de abastecimento conduziu a um aumento acentuado dos preços dos combustíveis, da eletricidade e dos alimentos, tanto nos EUA como na Europa.
A inflação nos EUA em maio atingiu 8,6%, a mais alta desde dezembro de 1981, e em 10 de junho, pela primeira vez na história do país, o preço da gasolina subiu acima de cinco dólares por galão (cerca de R$ 25,7).
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала