Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Fox News revela o que está por trás das mentiras de Biden sobre Putin

© AFP 2022 / Nicholas KammJoe Biden, presidente dos EUA, fala durante convenção no Centro de Convenções de Filaldélfia, Filadélfia, EUA, 14 de junho de 2022
Joe Biden, presidente dos EUA, fala durante convenção no Centro de Convenções de Filaldélfia, Filadélfia, EUA, 14 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Nos siga noTelegram
A emissora Fox News divulgou um artigo explicando por que é precisamente a administração Biden, e não as ações de outros países, a culpada pela crise dos combustíveis nos EUA.
Anteriormente, Biden vinculou a inflação recorde nos EUA à situação na Ucrânia e ao presidente russo, Vladimir Putin, chegando a afirmar que o seu país nunca havia visto nada como o "imposto de Putin" sobre os alimentos e gasolina de uma só vez.
De acordo com a Fox News, o atual aumento do preço da gasolina nos EUA já pode ser considerado "uma catástrofe".
Para demonstrar como a situação chegou a este ponto, a mídia divulgou imagens de um evento de campanha eleitoral durante as últimas primárias dos democratas em 2019. Logo depois, Biden, que participou destas primárias, garantiu a todos que "eliminaria os combustíveis fósseis" e que nada faria ele mudar de ideias sobre isso.
A mídia ressaltou que os combustíveis fósseis são a base da economia americana, e questionou como o presidente dos EUA conseguiria eliminar esta fonte da economia.
Presidente dos EUA, Joe Biden fala na Sala Leste da Casa Branca, em Washington, em 13 de junho de 2022 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Panorama internacional
Parlamentares pedem a Biden revisão de sanções a Cuba que bloqueiam vacinas contra COVID-19
Após sua promessa e vitória nas eleições, Biden começou a colocar seu plano em ação, não dando qualquer oportunidade para a indústria de petróleo seguir com seus negócios.
"Biden parou de emitir novas concessões de petróleo e gás. Ele ainda cancelou as licenças federais de perfuração e oleodutos", destacou a mídia, ressaltando que, em apenas um mês, o governo cancelou três concessões de petróleo e gás no Alasca e no golfo do México, além de eliminar quase meio milhão de hectares de possíveis locais de perfuração.
Além disso, o governo americano impôs um embargo à Rússia, que é uma das maiores produtoras de recursos energéticos do mundo.
Como resultado das ações de Biden, a gasolina passou a custar mais de U$ 5 (R$ 25) por galão, fazendo a inflação disparar no país.
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala na 29ª Convenção Constitucional Quadrienal da Federação Americana do Trabalho e Congresso de Organizações Industriais (AFL-CIO) no Centro de Convenções da Pensilvânia, Filadélfia,14 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Panorama internacional
Biden acusa petrolíferas de obterem lucro em 'tempos de guerra' e culpa Putin pela crise americana
Enquanto Biden executa seu plano de acabar com combustíveis fósseis, a Índia e a China estão recebendo petróleo russo por um preço mais baixo para sustentar suas economias, enquanto a moeda russa, o rublo, está se fortalecendo cada vez mais, estando hoje, inclusive, mais valorizada do que antes da operação na Ucrânia.
Anteriormente, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a política de conter e enfraquecer a Rússia é uma estratégia de longo prazo do Ocidente e que as sanções foram um duro golpe na economia global.
Além disso, Putin afirmou que o principal objetivo do Ocidente é denegrir e prejudicar a vida de milhões de pessoas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала