Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Parceria comercial entre Rússia e China pode bater recorde esse ano, diz Putin no Fórum Econômico

© Sputnik / Pavel BednyakovO presidente russo, Vladimir Putin, participa de uma sessão plenária do 25º Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em inglês), na Rússia, em 17 de junho de 2022
O presidente russo, Vladimir Putin, participa de uma sessão plenária do 25º Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em inglês), na Rússia, em 17 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Nos siga noTelegram
Comércio entre Moscou e Pequim pode bater recorde este ano, afirma líder russo, destacando que não são as atuais circunstâncias que estão promovendo maior intercâmbio, mas sim a colheita de frutos de uma antiga confiança.
Discursando hoje (17) no 25º Fórum Econômico Internacional que ocorre em São Petersburgo, o presidente, Vladirmir Putin, afimou que a parceria comercial entre China e Rússia vai continuar crescendo e poderá bater recorde em 2022.
"Temos um faturamento de U$$ 140 bilhões [R$ 719 bilhões], e vai continuar crescendo, este ano, provavelmente, vai ser maior, vai bater um recorde. Não é que a atual conjuntura política nos obrigue a fazer isso, não, porque essa é a situação objetiva que existe no mundo", disse Putin.
Segundo o presidente, é "interessante e benéfico" para o seu país cooperar com a China, sobretudo porque Moscou goza de "uma relação de confiança muito estável em termos políticos" com o Estado chinês.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homologo chinês, Xi Jinping, durante coletiva de imprensa de participantes da mesa redonda Um Cinturão e Uma Rota na China, 15 de maio de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 15.06.2022
Panorama internacional
Em ligação com Putin, Xi oferece apoio da China à Rússia em questões de 'segurança e soberania'
Putin assegurou que a Rússia começou a construir suas relações com o país asiático muito antes da operação militar especial russa na Ucrânia, e que esse não é o motivo da união entre as duas nações. "A Ásia e a China se tornaram os novos centros mundiais de desenvolvimento, e essa tendência é muito evidente", afirmou.
"Todo mundo entende, todo mundo assiste e sabe disso", acrescentou.
O chefe de Estado russo concedeu as declarações no 25ª Fórum Econômico Internacional que ocorre em São Petersburgo, na Rússia, de 15 a 18 de junho um dos principais eventos de negócios da Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала