Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Após sanções impostas à Rússia, EUA pedem a produtores que aumentem geração de petróleo e gás

© Sputnik / Aleksei Danichev / Abrir o banco de imagensPlataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia
Plataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 19.06.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos estão pedindo a todos os produtores de petróleo e gás, incluindo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que reúne os maiores exportadores do insumo energético, que aumentem sua produção para conter a alta dos preços da gasolina, disse a secretária de Energia dos EUA neste domingo (19).

"[O presidente Joe Biden] pediu que todos os fornecedores ao redor do mundo aumentassem a produção. Isso inclui a OPEP, que inclui nossos produtores domésticos de petróleo e gás", disse Jennifer Granholm ao programa State of the Union, da CNN.

Granholm disse que entendia que Biden também se encontraria pessoalmente com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, embora a família real saudita seja acusada de participação no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em 2018.
A oficial acrescentou que se reunirá com executivos-chefes de empresas de petróleo e gás na próxima semana para discutir a falta de capacidade de processamento nas refinarias de petróleo dos EUA.
Na última sexta-feira (17), William Ruger, presidente do Instituto Americano de Pesquisa Econômica (AIER, na sigla em inglês), disse à Fox News que as restrições econômicas impostas pelos EUA à Rússia acabaram sendo um "tiro no próprio pé".
Apoiadores do fundador do WikiLeaks Julian Assange participam de um protesto em Londres para apoiá-lo em uma audiência administrativa para seu caso de extradição, em 26 de novembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 18.06.2022
Panorama internacional
Extradição de Assange é um sinal para todos os jornalistas que expõem crimes dos EUA, diz editora
Segundo observa o especialista, as sanções raramente fazem com que os países para os quais elas são direcionadas "mudem o seu comportamento".

"Você não pode forçar os líderes dos países a rejeitarem o que consideram essencial para os seus interesses nacionais vitais. No caso da Rússia é a situação na Ucrânia", disse.

De acordo com Ruger, a situação na qual, sob pressão das sanções, a Rússia aumenta seus rendimentos de venda de recursos energéticos é outro exemplo de "consequências não intencionais" resultantes de "ações incorretas".
Tanques de armazenamento de combustível da empresa petrolífera russa Lukoil em Bruxelas, Bélgica, 13 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.06.2022
Panorama internacional
Exportações de petróleo da Rússia para a Índia disparam após sanções ocidentais, escreve mídia
O especialista americano disse que a situação das sanções era "extremamente previsível", uma vez que os pesquisadores analisaram essa questão por décadas e descobriram que as políticas de tal pressão na maioria das vezes "não ajudam muito".

"Mais uma vez tudo é muito previsível. E a imagem típica que vemos da atual administração [dos EUA] é a de decisões políticas que, ao que parece, deveriam beneficiar os contribuintes americanos ou as pessoas no estrangeiro, mas elas na realidade resultam em ser um tiro no próprio pé", concluiu o presidente do instituto.

Segundo o presidente russo, Vladimir Putin, tais ações do Ocidente visam piorar a vida de milhões de pessoas. A pressão sancionatória sobre Moscou já causou problemas econômicos para os EUA e a Europa, levando a um grande aumento dos preços dos combustíveis e dos produtos alimentares.
Em 24 de fevereiro, o presidente da Rússia anunciou o início de uma operação militar especial para "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia".
Soldados ucranianos perto de um tanque nas posições perto da cidade de Mariupol, em Donbass - Sputnik Brasil, 1920, 19.06.2022
Panorama internacional
Na República de Lugansk militares ucranianos abandonaram suas posições e armamentos, diz MD russo
Durante a ação, as Forças Armadas da Rússia eliminam instalações da infraestrutura militar ucraniana, sem realizar ataques contra alvos civis em cidades. Os militares russos também organizam corredores humanitários para a população civil que foge da violência dos neonazistas e nacionalistas.
Em resposta à operação de Moscou, os EUA decidiram implementar a bateria de sanções mais dura já vista contra a Rússia. Biden e seus aliados, como os Estados-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), instaram a União Europeia e o resto do mundo a potencializar tais sanções, aderindo ao modelo de "guerra híbrida" adotado pelos norte-americanos.
Embargos e proibições foram adotados nos mais diversos setores com o objetivo de estrangular a economia russa. As reservas internacionais do país foram congeladas e investimentos, interrompidos. As sanções, entretanto, tiveram reflexos em setores como de esporte e de cultura, assim como em meios de comunicação russos no Ocidente por meio da censura.
Bandeiras da União Europeia - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Panorama internacional
UE definiu condições para suspender sanções contra Rússia, segundo funcionário de alto escalão
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала