Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ucrânia proibirá 'Guerra e Paz', de Tolstói

© Sputnik / Vladimir Pesnya / Abrir o banco de imagensLivros de literatura russa (foto de arquivo)
Livros de literatura russa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2022
Nos siga noTelegram
A obra "Guerra e Paz", de Lev Tolstói, e outras que supostamente glorificam militares russos não serão mais ensinadas nas escolas ucranianas, anunciou Kiev nesta terça-feira (7).
A obra-prima de Tolstói, reconhecida internacionalmente, junta-se a outros livros clássicos russos proibidos na Ucrânia muito antes do conflito atual da Rússia com o país, escreve o portal da RT.
O ministério ainda está trabalhando na lista final de obras de escritores russos que serão excluídas do currículo estudantil, disseram as autoridades ucranianas.
A iniciativa corresponde às recentes declarações de Kiev a respeito de obras de literatura, de que algumas fazem "propaganda russa" e precisam ser removidas das bibliotecas e substituídas por livros ucranianos.
O extenso relato de Tolstói sobre o Império Russo durante as Guerras Napoleônicas foi publicado originalmente em forma de série entre 1865 e 1867.
© Sputnik / V UvarovLyudmila Savelieva no filme "Guerra e Paz" (1965)
Lyudmila Savelieva no filme Guerra e Paz - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2022
Lyudmila Savelieva no filme "Guerra e Paz" (1965). Foto de arquivo
Em um artigo de 1880, em uma revista francesa, o romancista russo Ivan Turgenev chamou a obra de "um dos livros mais notáveis ​​de nossa época", que retrata uma "verdadeira e real Rússia".
Kiev proibiu obras de arte russas e o ensino de idiomas muito antes do conflito atual. Em março de 2019, o governo ucraniano proibiu cerca de 40 obras de arte que faziam menção a artistas russos, à União Soviética ou a figuras políticas soviéticas.
Entre as obras proibidas na ocasião estava o romance "O Mestre e Margarita", de Mikhail Bulgákov, que também havia sido censurado na União Soviética.
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de conferência sobre relações internacionais, em Moscou, na Rússia, em 14 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Panorama internacional
Lavrov: situação da russofobia ocidental sem precedentes durará muito tempo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала