Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Em visita à Lituânia, Scholz anuncia reforço militar alemão no país para criar 'brigada robusta'

© AP Photo / Ministério da Defesa Nacional da LituâniaNesta foto fornecida pelo Ministério da Defesa Nacional da Lituânia, soldados noruegueses do batalhão de presença avançada da OTAN posam em um avião militar ao chegarem a um aeroporto em Kaunas, Lituânia, domingo, 27 de fevereiro de 2022
Nesta foto fornecida pelo Ministério da Defesa Nacional da Lituânia, soldados noruegueses do batalhão de presença avançada da OTAN posam em um avião militar ao chegarem a um aeroporto em Kaunas, Lituânia, domingo, 27 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2022
Nos siga noTelegram
Intenção do governo germânico é implementar com mais soldados contingente militar alemão que já está no país báltico a fim de defender "cada centímetro da OTAN".
Em visita a Vilnius nesta terça-feira (7), o chanceler alemão, Olaf Scholz, disse que Berlim está pronta para intensificar sua missão militar na Lituânia em resposta à operação russa na Ucrânia, segundo a Reuters.
"Estamos prontos para fortalecer nosso engajamento e desenvolvê-lo para uma brigada de combate robusta. […] Vamos defender cada centímetro do território da OTAN", disse Scholz.
O chanceler concedeu a declaração a repórteres após se reunir com o presidente lituano, Gitanas Nauseda, e os primeiros-ministros da Letônia e Estônia.
Fontes do governo alemão citadas pela agência disseram que o mesmo vai alocar uma brigada pronta para o combate com cerca de 3.000 soldados que podem ser mobilizados rapidamente para defender a Lituânia se necessário.
Tal envio poderia ser seguido pela expansão da unidade de combate da OTAN multinacional liderada por Berlim em Vilnius, que hoje conta com 1.000 soldados, para o tamanho de uma brigada no longo prazo, disseram Scholz e Nauseda em comunicado conjunto.
Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN (no centro), em coletiva de imprensa com Pekka Haavisto (à esquerda) e Ann Linde (à direita), ministros das Relações Exteriores da Finlândia e da Suécia, respectivamente, na sede do bloco militar, em Bruxelas, Bélgica, 24 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.04.2022
Panorama internacional
Lituânia exorta Finlândia e Suécia a se juntarem à OTAN 'o mais rápido possível'
O presidente lituano também afirmou que os Países Bálticos agora esperam mais tropas do Canadá e do Reino Unido, que estão no comando de unidades semelhantes da OTAN na Letônia e na Estônia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала