Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Zelensky admite: capacidade militar da Ucrânia é inferior à da Rússia

© AP Photo / Efrem LukatskyO presidente ucraniano Vladimir Zelensky responde a perguntas da mídia durante coletiva de imprensa em um metrô da cidade sob uma praça central em Kiev, Ucrânia, 23 de abril de 2022
O presidente ucraniano Vladimir Zelensky responde a perguntas da mídia durante coletiva de imprensa em um metrô da cidade sob uma praça central em Kiev, Ucrânia, 23 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2022
Nos siga noTelegram
O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, disse nesta terça-feira (7) que as capacidades militares de seu país são inferiores às da Rússia, tornando os avanços no campo de batalha contra seu poderoso vizinho quase impossíveis.
"Somos inferiores em termos de equipamentos e, portanto, não somos capazes de avançar. Vamos sofrer mais perdas e as pessoas são minha prioridade", disse Zelensky à editora do Financial Times Roula Khalaf na conferência Global Boardroom da agência.
Zelensky disse que empurrar as forças russas de volta às posições mantidas antes do início da operação militar especial significaria uma "séria vitória temporária" para a Ucrânia.
O líder ucraniano observou que estava aberto a negociações de paz com o presidente russo, Vladimir Putin, e acrescentou que as sanções ocidentais "não influenciaram realmente a posição russa", criticando os parceiros da Ucrânia por pedirem um cessar-fogo no conflito sem especificar as condições, por exemplo, para Moscou encerrar sua operação militar.
"Todo mundo está agindo como uma cifra. Eles estão apoiando a Ucrânia, mas também verificando o que pode ser feito para enfraquecer as sanções para que os negócios não sofram", disse Zelensky.
Soldados da OTAN no tanque alemão Leopard 2 durante exercício da aliança na Lituânia - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Panorama internacional
Desconfiança em relação ao governo da Ucrânia faz Alemanha temer enviar tanques a Kiev, diz mídia
Um dos principais aliados do regime de Kiev no conflito, a Alemanha está em falta com a Ucrânia, disse um dos assessores do presidente Vladimir Zelensky, Aleksei Arestovich. Ele alegou que nem sabia dizer se os 5.000 capacetes prometidos por Berlim, em janeiro, haviam realmente chegado ou não.
"Estamos lutando para entender o que [recebemos da Alemanha]", disse ele, alegando que, por enquanto, ainda queria ver os 5.000 capacetes.
A Rússia lançou sua operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, depois que as repúblicas independentistas de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defenderem das forças ucranianas. Em resposta à operação militar russa, os países ocidentais e seus aliados lançaram uma ampla campanha de sanções contra Moscou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала