Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chefe do comando cibernético dos EUA admite ataques contra Rússia a partir da Ucrânia

© Foto / Força Aérea dos EUAComando Cibernético dos EUA
Comando Cibernético dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 02.06.2022
Nos siga noTelegram
O chefe do Comando Cibernético dos EUA (USCC, na sigla em inglês), o general Paul Nakasone, admitiu que seus subordinados foram enviados à Ucrânia antes do início da operação russa.
Além disso, o general reconhece que foram realizadas diversas operações contra a Rússia depois do dia 24 de fevereiro, quando teve início a operação na Ucrânia.

"Realizamos uma série de operações em todo o espectro: operações ofensivas, defensivas e informacionais", declarou à Sky News, destacando que as ações foram supervisionadas pelas autoridades militares e civis dos EUA.

O general afirmou que seus subordinados foram enviados à Ucrânia em dezembro de 2021 após receber um convite de Kiev para “caçar” hackers estrangeiros e identificar as ferramentas que usam, tendo permanecido no país, segundo ele, por quase 90 dias.
Vladimir Putin, presidente da Rússia, durante reunião do Conselho de Segurança russo em 20 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Panorama internacional
Putin: guerra cibernética foi desencadeada contra Rússia após operação especial, ataques aumentaram
"Fomos em dezembro de 2021 a convite do governo de Kiev para caçar com eles. Ficamos lá por quase 90 dias", afirmou.
Ele ainda confirmou que os EUA lançaram operações cibernéticas ofensivas em apoio à Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала