Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Borrell reconhece que União Europeia não pode impedir que Rússia venda petróleo a outros países

© OSCAR DEL POZOO vice-presidente da Comissão Europeia, chefe das Relações Exteriores e da Política de Segurança da União Europeia, Josep Borrell, discursa em uma conferência em Madri, Espanha, 20 de abril de 2022
O vice-presidente da Comissão Europeia, chefe das Relações Exteriores e da Política de Segurança da União Europeia, Josep Borrell, discursa em uma conferência em Madri, Espanha, 20 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Nos siga noTelegram
A União Europeia não tem o poder para não deixar que a Rússia exporte o petróleo a outros países, apesar de provavelmente o vir a fazer com preços inferiores, disse o chefe das Relações Exteriores do bloco.
Josep Borrell, chefe das Relações Exteriores da União Europeia (UE), admitiu que o embargo do bloco às importações de petróleo russo não impede sua venda a terceiros.
"Obviamente não podemos impedir a Rússia de vender petróleo a outros, não somos tão poderosos assim, mas somos o cliente mais importante da Rússia. Eles terão que procurar outros e obviamente terão que baixar o preço", disse na terça-feira (31) Borrell aos jornalistas antes do início do segundo dia da cúpula da UE em Bruxelas, Bélgica.
A nova restrição, apontou o alto diplomata europeu, visa "reduzir os recursos financeiros com os quais a Rússia alimenta sua máquina bélica".
Base de extração de petróleo na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 30.05.2022
Panorama internacional
Exportações de petróleo da Rússia aumentam mesmo ante embargos e discussão na UE para sua proibição
Na segunda-feira (30), o Conselho Europeu concordou que o futuro sexto pacote de sanções contra a Rússia incluirá petróleo bruto e produtos petrolíferos exportados para os Estados-membros, com uma exceção temporária para o petróleo bruto entregue por oleoduto.
Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, estimou que as novas sanções afetarão imediatamente 75% do petróleo que a UE importa da Rússia, e 90% desse volume até o final de 2022.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала