Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Bloomberg: Ásia se torna maior importadora de petróleo russo e supera Europa pela 1ª vez

© AP Photo / Matt BrownBombas extraem óleo de baixo do solo a leste de New Town, EUA, em 19 de maio de 2021
Bombas extraem óleo de baixo do solo a leste de New Town, EUA, em 19 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Nos siga noTelegram
Em abril, a Ásia se tornou a maior importadora de petróleo russo, ultrapassando a Europa pela primeira vez, informou a Bloomberg.
A Bloomberg ressalta ainda que esta diferença será ainda maior neste mês de maio.
Conforme o especialista Jane Xie, a quantidade total de petróleo russo exportada para os dois maiores compradores na Ásia, a Índia e a China, atingiu um nível recorde, principalmente graças à Índia.
De acordo com o especialista, apesar de o fornecimento neste mês provavelmente ser um pouco menor, em todo caso, ele será o segundo maior.
O especialista destacou que, no dia 26 de maio, foram transportados aproximadamente 57 milhões de barris de petróleo da marca Urals e 7,3 milhões de barris de petróleo ESPO, marca do combustível do Extremo-Oriente russo.
Plataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Panorama internacional
Rússia dribla sanções dos EUA abastecendo estoque estratégico de petróleo da China, diz mídia
No final de fevereiro, os indicadores apontaram um nível de 19 milhões da Urals e 5,7 milhões da ESPO.
De acordo com a Bloomberg, a maioria do petróleo russo vai para Índia e China, já que os demais países restringiram a importação devido à situação na Ucrânia.
A mídia norte-americana destacou que o fornecimento segue aumentando, apesar da longa distância das rotas. O percurso dos navios-tanque a partir dos portos da região ocidental da Rússia até a China leva aproximadamente dois meses para chegar.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала