Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Bloomberg: Comissão Europeia propõe adiar embargo a petróleo da Rússia que passa por oleoduto

© AFP 2022 / Atilla KisbenedekEstação receptora do oleoduto petrolífero Druzhba entre a Hungria e a Rússia com placa memorial de sua construção, localizada perto da cidade de Szazhalombatta, Hungria, 5 de maio de 2022
Estação receptora do oleoduto petrolífero Druzhba entre a Hungria e a Rússia com placa memorial de sua construção, localizada perto da cidade de Szazhalombatta, Hungria, 5 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2022
Nos siga noTelegram
Bruxelas está propondo uma série de exceções ao seu embargo ao petróleo da Rússia com o objetivo de o viabilizar em meio às necessidades energéticas de vários dos Estados-membros da UE.
A Comissão Europeia propôs no sábado (28) aos Estados-membros da União Europeia (UE) o adiamento da proibição de entregas de petróleo da Rússia através do principal oleoduto Druzhba (Amizade em português), informou a agência norte-americana Bloomberg, citando fontes familiarizadas com o assunto.
A medida pretende "adiar as restrições às importações de um oleoduto-chave em um esforço para atender às objeções húngaras e chegar a um acordo sobre um pacote de sanções bloqueado", refere a agência.
Segundo o plano, os Estados-membros cancelariam suas importações do petróleo cru por via marítima em seis meses e de produtos petrolíferos refinados em oito meses, dando mais tempo a países como a Hungria, Eslováquia e a República Tcheca para encontrar soluções que satisfaçam suas necessidades energéticas.
Primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban - Sputnik Brasil, 1920, 24.05.2022
Panorama internacional
Hungria denuncia indecisão da UE sobre embargo a petróleo e gás russos: 'Muito improvável'
A proposta da Comissão Europeia também prevê que a Bulgária tenha um período de transição até junho ou dezembro de 2024 e que a Croácia receba uma isenção para as importações de diesel, indicam as fontes.
Outra das concessões oferecidas em relação às propostas de embargo anteriores tem a ver com uma provisão que afetaria serviços ligados ao fornecimento de petróleo a países terceiros.
"O rascunho atualmente proíbe a prestação de assistência técnica, serviços de corretagem ou financiamento ou assistência financeira nos seis meses seguintes à sua adoção. A proposta anterior também incluía 'quaisquer outros serviços', o que foi entendido como uma referência ao fornecimento de seguro para os carregamentos", escreve a Bloomberg.
Uma reunião de embaixadores da UE está marcada para este domingo (29) de forma a discutir a iniciativa, disseram as fontes.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала