Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Adesão da Suécia à OTAN minará fortemente a segurança de toda a Europa, avisa Rússia

© Sputnik / Pavel BednyakovPrédio do Ministério das Relações Exteriores russo em Moscou, Rússia, foto publicada em 7 de maio de 2022
Prédio do Ministério das Relações Exteriores russo em Moscou, Rússia, foto publicada em 7 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Nos siga noTelegram
Moscou critica a adesão da Suécia à OTAN, que diminuirá a segurança do continente europeu, especialmente devido a não haver ameaça para o país europeu, diz o Ministério da Defesa da Rússia.
A entrada da Suécia na OTAN minará a segurança no Norte da Europa e em todo o continente em geral, declarou na segunda-feira (16) o Ministério da Defesa da Rússia.
No domingo (15) o governo sueco anunciou a decisão de aderir à OTAN.
"O lado russo referiu repetidamente que a escolha do caminho de garantir a segurança nacional é uma questão interna de qualquer país. O curso de relações exteriores de Estocolmo, baseado em uma tradição de mais de 200 anos de neutralidade sueca, era durante décadas um importante fator de preservação de estabilidade e confiança na região do mar Báltico. A adesão da Suécia à OTAN danificará fortemente a segurança do Norte da Europa e do continente europeu em geral", disse o ministério.
Ele acrescentou que a "filiação na OTAN não aumentará o nível de segurança da Suécia, até porque ninguém ameaça o país, mas levará, certamente, à perda da soberania na tomada de decisões de relações exteriores".
Soldado romeno com bandeira da OTAN - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Panorama internacional
OTAN tem demonstrado que não é capaz de garantir a segurança e a paz, diz ativista
"Nós estamos convencidos: esta escolha dos políticos que se encontram hoje no poder na Suécia não corresponde aos interesses de longo prazo do povo sueco", concluiu o Ministério da Defesa russo.
A Rússia será obrigada a tomar medidas de retaliação de natureza técnico-militar, que dependerão das armas ofensivas da aliança que forem implantadas em território sueco, advertiu o órgão russo.
"A Federação da Rússia será forçada a tomar medidas de retaliação de natureza técnico-militar e outras, a fim de resistir a ameaças à sua segurança nacional que surjam como resultado."
"Assim, muito dependerá das condições específicas da integração da Suécia na Aliança do Atlântico Norte, incluindo a possibilidade de implantação em território sueco dos sistemas de armas ofensivas do bloco militar", sublinhou.
A Rússia tem expressado oposição à filiação da Suécia e Finlândia na OTAN, apontando que a aliança tem um caráter agressivo. Dmitry Peskov, porta-voz presidencial russo, não vê a aliança como reforçando a segurança na Europa, mas também não crê que a adesão da Suécia e da Finlândia seja uma ameaça existencial à Rússia.
Por sua vez, a Turquia, um Estado-membro da OTAN, não aceita a entrada dos dois países europeus na Aliança Atlântica, acusando-os de abrigarem organizações consideradas terroristas por Ancara, tais como o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em curdo) e a milícia Unidades de Proteção Popular (YPG, na sigla em curdo).
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала