Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Economista alemão adverte UE contra inflação prolongada e prevê colapso do euro

© AP Photo / Michael ProbstEdifício do Banco Central Europeu com projeção do símbolo de euro, em Frankfurt, Alemanha, 30 de dezembro de 2021
Edifício do Banco Central Europeu com projeção do símbolo de euro, em Frankfurt, Alemanha, 30 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.04.2022
Nos siga noTelegram
O euro está se tornando uma moeda instável, afirmou, em entrevista à edição Deutsche Wirtschafts Nachrichten, o antigo economista principal do Deutsche Bank, Thomas Mayer.
A União Europeia pode vir a registrar uma inflação prolongada, capaz de destruir o euro, afirma o especialista. Porém, o Banco Central Europeu continua emitindo cédulas, se mostrando incapaz e provavelmente não querendo influenciar a situação.
A inflação, entretanto, pode ter consequências não só econômicas, mas também políticas e sociais, como demonstrou o exemplo de hiperinflação na Alemanha no início dos anos 1920. Conforme relembra o economista, foi justamente ela que facilitou a chegada dos nacional-socialistas ao poder.
Caso a situação não mude, a população começará a buscar uma substituição para a moeda oficial, resumiu Mayer.
Plataforma de perfuração, Mittelplate, no mar Frísio - Sputnik Brasil, 1920, 21.04.2022
Panorama internacional
Falta de gás leva Alemanha a planejar extração 'obsoleta' em área protegida da Unesco
Recentemente, o canal CNBC informou que o término das entregas de combustíveis russos pode ter consequências graves para a economia europeia, ainda não recuperada após a pandemia da COVID-19.
Em 24 de fevereiro, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou o início da operação militar especial na Ucrânia. Em resposta, os países do Ocidente impuseram pesadas sanções a Moscou, que visam principalmente o setor bancário e os suprimentos de produtos de alta tecnologia. Entretanto, a Europa enfrentou uma alta nos preços dos combustíveis e produtos alimentícios, o que causou descontentamento dos cidadãos em diversos países da União Europeia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала