- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Nos EUA, Guedes diz que Brasil é contra sanções e expulsão da Rússia do FMI

© REUTERS / ADRIANO MACHADOMinistro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, em 5 de outubro de 2021.
Ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, em 5 de outubro de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 20.04.2022
Nos siga noTelegram
O ministro da Economia também defendeu a entrada do país na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (19) que o Brasil é contra a expulsão da Rússia do Fundo Monetário Internacional (FMI) por causa da operação na Ucrânia.
Em evento do think tank Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês), durante viagem aos Estados Unidos, Guedes disse que o Brasil é a "favor da construção de pontes de diálogo" para encerrar o conflito, acabando também com as sanções econômicas.
O ministro justificou que a Constituição brasileira não permite que o país apoie sanções que não tenham sido decididas pela Organização das Nações Unidas (ONU).
Em seguida, ele ponderou os comentários, lembrando os posicionamentos do Brasil, condenando o conflito, nas discussões do Conselho de Segurança da ONU.
Segundo ele, a expulsão da Rússia agravaria o quadro de crise econômica. "Se você os expulsa, você está estimulando a guerra econômica", avaliou o ministro brasileiro.
Paulo Guedes também afirmou que "o FMI deve revisar, para cima, a projeção de crescimento do Brasil". As informações foram confirmadas pelo portal UOL.
Ele disse que chegou o momento de o Brasil ser aceito como membro da OCDE e defendeu a formalização do acordo entre União Europeia e Mercosul. Para ele, "o Brasil é parte da solução para demandas energéticas e alimentares do mundo".
"Se não fizermos algo agora, o acordo com União Europeia e a entrada na OCDE, estamos sendo empurrados em outra direção, temos outras opções, estamos vendendo mais para o Oriente Médio, Ásia, China", concluiu.
Fachada do Palácio do Itamaraty em Brasília, em 9 de março de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 13.04.2022
Notícias do Brasil
Em comunicado, Itamaraty expressa resistência ao convite feito à UE para observar eleições no Brasil
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала