Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Canadá treinou combatentes do batalhão Azov com mais de R$ 4 bilhões, revela rádio local

© Foto / Flickr / Avr Melissa GloudeSoldados ucranianos durante treinamento, em 30 de outubro de 2020, em Zolochiv, na Ucrânia
Soldados ucranianos durante treinamento, em 30 de outubro de 2020, em Zolochiv, na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Nos siga noTelegram
As Forças Armadas do Canadá (CAF, na sigla em inglês) gastaram mais de US$ 890 milhões (R$ 4,2 bilhões, aproximadamente) no treinamento de soldados ucranianos desde 2014, incluindo membros do batalhão nacionalista ucraniano Azov, informou a rádio CBC/Rádio Canadá, citando documentos e fotos obtidos em sessões de treinamento.
Segundo a mídia, seus combatentes até se gabavam a outros membros do batalhão de serem capazes de fornecer treinamento semelhante baseado em padrões militares ocidentais.
Mesmo que o governo canadense tenha prometido que nunca treinaria combatentes para o batalhão Azov, justamente devido a seus laços com grupos nacionalistas radicais, diversos membros teriam participado de treinos com as forças canadenses por volta de novembro de 2020 no Centro de Treinamento da Guarda Nacional Ucraniana, em Zolochev.
A CAF de fato realizou sessões para os militares ucranianos em Zolochev entre 20 de fevereiro de 2019 e 13 de fevereiro de 2022, segundo a CBC/Rádio Canadá.
A mídia encontrou fotos on-line dos treinamentos em que pelo menos dois militares ucranianos possuem patches com a insígnia do batalhão Azov.
Em outra imagem, tirada por um fotógrafo da CAF na mesma época e encontrada pela rádio, outro soldado ucraniano é visto usando um patch com um leão dourado e três coroas em um fundo azul.
A mesma insígnia foi usada pela 14ª divisão da Waffen-SS, unidade criada em 1943 pelos voluntários na Ucrânia, para lutar contra a URSS e seus compatriotas ucranianos que lutavam contra os ocupantes nazistas.
O patch da 14ª divisão da Waffen-SS não prova uma ligação direta entre este soldado e o batalhão Azov. No entanto, os nacionalistas ucranianos costumam elogiar os membros dessa divisão da Waffen-SS e realizam rotineiramente cerimônias dedicadas em sua homenagem desde o golpe de 2014 apoiado pelo Ocidente na Ucrânia.
© Sputnik / Yevgeny Kotenko Combatentes do batalhão Azov prestam juramento em Kiev antes de serem enviados a Donbass, julho de 2014
Combatentes do batalhão Azov prestam juramento em Kiev antes de serem enviados a Donbass, julho de 2014   - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Combatentes do batalhão Azov prestam juramento em Kiev antes de serem enviados a Donbass, julho de 2014
O Departamento de Defesa Nacional do Canadá havia negado veementemente o treinamento dos membros do batalhão Azov, mas agora admitiu que os militares canadenses responsáveis pelo treinamento não verificaram se os membros do batalhão estavam entre seus estagiários.
Ao longo do programa, o Canadá treinou 33.346 militares ucranianos, incluindo uma quantidade indefinida de nacionalistas do batalhão Azov. São esses mesmos nacionalistas, que a Rússia acusa de atacar civis nas duas repúblicas de Donbass: República Popular de Donetsk (RPD) e República Popular de Lugansk (RPL), que pediram ajuda de defesa a Moscou antes do início da operação militar na Ucrânia.
Segundo as forças armadas russas, os membros dos batalhões nacionalistas não têm hesitado em usar a população local das cidades ucranianas como escudos humanos contra os soldados russos que realizam a operação, que tem o objetivo de desmilitarizar e "desnazificar" a Ucrânia.
Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, durante coletiva de imprensa com mídia estrangeira em Kiev, Ucrânia, 12 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.04.2022
Panorama internacional
Zelensky defende batalhão neonazista Azov em entrevista à Fox: 'São o que são'
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала